MPS ARTICULA MOBILIZAÇÃO NACIONAL em defesa de Ricardo Coutinho e tem apoio de movimentos sociais e partidos políticos em todo o Brasil


*Por KAREN SANCHES


MPS ARTICULA MOBILIZAÇÃO NACIONAL


  AGNOT / MSF: 20/12/19 - KS - PB/DF: Articulado pelo secretário nacional do Movimento Popular Socialista do PSB Acilino Ribeiro e pela Coordenadora Nacional do Núcleo de Base Camponesa e de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e Sem Terras do MPS, Thaísa Daiane Silva e ainda pelas coordenações nacionais de vários Núcleos de Base do segmento para a tarefa, em especial o NB de Comunidades Religiosas e o NB de População de Rua, este sábado 21 e o domingo 22 serão de ampla mobilização popular em defesa da liberdade e reconhecimento da inocência do ex-governador do PSB da Paraíba, Ricardo Coutinho.
      Em Brasília nesta sexta feira 20, antes de viajar a São Paulo para participar do Encontro Nacional da População de Rua o secretário nacional do MPS Acilino Ribeiro organizou  com a assistente social Thaísa Daiane e a jornalista e publicitária Bia Salame Cardoso, ativista em defesa da causa feminina e da coordenação nacional do Coletivo Feminista do MPS as estratégias da campanhas a ser levada pelo Movimento Popular Socialista nos estados através dos secretários estaduais e juntos aos movimentos sociais com apoio e mobilização dos núcleos de base do segmento.
        A ideia já posta em prática  desde ontem à noite foi enviar a todos os cinco mil  sindicatos de trabalhadores rurais do país, vinculados a CONTAG e também mandar para os sindicatos urbanos ligados as centrais sindicais num total de 10 mil, em torno de 100 mil E-mail para serem reenviados a seus respectivos associados e assim atingirem 5 milhões de pessoas nas próximas 48 horas, a nota explicativa do ex-governador Ricardo Coutinho a ser lida neste sábado e domingo nas últimas assembleias gerais do ano realizadas pelos sindicatos.
      Aproveitando estas atividades os sindicatos que puderem, foram orientados a imprimir a nota e distribuí-las nos assentamentos rurais. Para isso o MPS contou com o apoio do MST, liderado por João Pedro Stedile que elaborou nota de apoio à Coutinho e com o apoio da FNL liderada por José Rainha
      Também através do Núcleo de Base de Comunidades Religiosas que articula as pastorais e comunidades eclesiais de base através da igreja católica, dos grupos evangélicos dentro do segmento e da célula da igreja ortodoxa, além das coordenações municipais do MPS nos 510 municípios dos 26 estados e no DF o MPS conseguiu que neste final de semana sua militância consiga distribuir e/ou reencaminhar num esforço concentrado a nota do ex-governador e que em alguns municípios ela seja lida nas paróquias católicas e cultos evangélicos.                          
     Outro importante ponto de apoio conseguido por Acilino Ribeiro, além dos sindicatos rurais foi a distribuição da nota pela população de rua que realiza em SP/capital de 21 a 23 de dezembro seu encontro nacional com dezenas de militantes de vários estados e que se dispuseram a realizar a tarefa nas capitais e grandes cidades levando milhares de cópias e reencaminhando a mesma através de e-mail e por zap.                                                        
     Acilino Ribeiro disse que está será uma operação de guerra que a militância mais longínqua do MPS, dos municípios mais distantes do Brasil está realizando com um fervor revolucionário jamais visto, pois “é para defender a dignidade de um homem injustiçado, de caráter e que tem uma missão a cumprir que é trabalhar com honestidade em benefício de seu povo, como é o ex-governador Ricardo Coutinho”. Afirmou.                  
        Acilino tem conversado desde quarta-feira com os secretários estaduais do MPS e estes tem dado todo apoio à ação desenvolvida e articulada pelos núcleos de base e a militância do segmento. EnquantoThaísa Daiane conversou com diversos dirigentes de outras entidades ligadas ao campo e aos trabalhadores e trabalhadoras rurais como o MAB, o MPA, CPT, associações rurais de acampamento e assentamentos, de agricultores familiares dentre outras e recebeu total apoio para a defesa do ex-governador do PSB.   
         Darcy Costa da coordenação nacional do Movimento Nacional de População de Rua e da coordenação do Núcleo de Base do MPS de População de Rua, além do padre João Bosco, pastor Alessandro Bertoli e diácono Wellington Júris, todos do Núcleo de Base de Comunidades Religiosas do MPS manifestaram seu apoio e disposição de levarem as ruas e às igrejas a palavra de ordem orientada pelo MPS pela liberdade e o reconhecimento da inocência de Ricardo Coutinho.
       Conforme declarou Bia Salame Cardoso, Coordenadora Geral do Coletivo Feminista do MPS, “é preciso agora que a mídia pague e apague o estrago que tentou fazer esta semana a espetacularizar essa operação e criminalizar nosso companheiro Ricardo Coutinho”, e concluiu dizendo: “como não vai fazer porque está a serviço da direita, nós faremosr, nas ruas e nas redes”.                          
            De São Paulo onde está desde sexta feira Acilino articulou o apoio e a solidariedade de diversos movimentos sociais, alguns inclusive colocando seus militantes e logística nas redes sociais a serviço da campanha desenvolvida pelo MPS, principal e mais atuante segmento social do PSB na defesa do ex-governador Ricardo Coutinho. Vários militantes de outros partidos políticos do PCdoB, PDT, PCO, PCB, PSOL e REDE mostraram solidariedade a Ricardo Coutinho compartilhando e curtindo o manifesto e a fotografia de Acilino Ribeiro ao lado do ex-governador além da nota dele postada pelo secretário nacional do MPS em suas páginas no Facebook, Instagram, Twitter e diversos Blogs e Sites nas redes sociais.                                
         Ao participar neste sábado pelo manhã da abertura do Encontro Nacional e Natal Solidário da População de Rua em São Paulo onde também articulou a filiação de diversos dirigentes estaduais do movimento ao PSB e ingresso no MPS,  Acilino agradeceu o apoio das lideranças do MNPR ao governador Ricardo Coutinho e afirmou que este vai se fazer presente no Encontro Nacional de Integração Partidária e Formação Política do Núcleo de Base da População de Rua do MPS ano que vem onde agradecerá pessoalmente o apoio e a solidariedade recebida.  
          Acilino foi um dos líderes da esquerda brasileira que fez a abertura do evento do Movimento Pop Rua em SP e que contou com a presença do ex-presidente Lula no encerramento. Acilino e Lula não conseguiram se encontrar devido desencontro de agendas de ambos, pois Acilino estava com viagem marcada para Brasília ainda neste sábado a tarde, porém o secretário nacional do MPS deixou uma comissão do segmento organizada para encontrar-se com o ex-presidente Luís Inácio e agradecer-lhe pessoalmente a solidariedade prestada e o apoio dado a Ricardo Coutinho quando foi determinada sua prisão pela justiça paraibana. A Comissão foi formada pelos Coordenadores dos núcleos de base do MPS, Darcy Costa, da População de Rua, Luciana Trindade do Núcleo de Pessoas com Deficiência e pelo Secretário Municipal do MPS da cidade de São Paulo, André Nascimento. Os três se encontraram com o presidente e transmitiram a mensagem do secretário do MPS e a gratidão de Ricardo Coutinho.                           
           Ao finalizar o secretário nacional do MPS disse que essa será uma luta permanente, pois:
“a direita fascista, a mídia nazista e o capital imperialista desenvolvem um plano diabólico e monstruoso para criminalizar a esquerda e destruir moral, jurídica e politicamente seus líderes, e como Coutinho é um expoente e honrado líder dessa esquerda brasileira eles querem destruí-lo como tentaram fazer com vários outros e tentarão com diversos destes ainda. Mas resistiremos e vamos para o debate, o embate e o combate. Nas ruas e nas redes. E venceremos.”

ACILINO RIBEIRO
Secretário nacional do Movimento Popular Socialista do PSB



AGNOT / MSF: 20/12/19 - KS - PB/DF.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo