GERALDO CESAR - ACIT saúda o novo administrador de Taguatinga.


 O auditório da Associação Comercial e Industrial de Taguatinga (ACIT) no Parque da Facita foi o local escolhido pela entidade para sua manifestação de apoio e boas vindas ao novo administrador regional da Cidade, o empresário do ramo de material esportivo Geraldo Cesar Araújo, que foi acompanhado no evento por sua esposa Maria Lúcia Leite Araújo.


A entidade, por iniciativa do seu presidente Justo Magalhães, ofereceu um almoço de confraternização e convidou lideranças comunitárias da cidade para cumprimentarem o Geraldinho, como é conhecido o novo gestor de Taguatinga.



O evento contou com a presença de mais de 100 pessoas, entre elas, membros de clubes de serviço (Lions, Rotary), maçonaria, representantes da OAB, políticos e empresários de Taguatinga, com destaque para associados do Lions Clube Taguatinga Independência, clube do qual o novo administrador Geraldinho faz parte há mais de 25 anos.

Destaque também para a presença dos ex-administradores de Taguatinga Benedito Domingos e Ronaldo Seggiaro e do ex-administrador de Águas Claras Valdeci Machado.
Em seu discurso de abertura, Justo Magalhães fez questão de parabenizar a ex-administradora Karolyne Guimarães pelo seu desempenho e elencou alguns problemas que afligem principalmente aos empresários do comércio de Taguatinga. Decoração de natal, iluminação pública, estacionamentos, acessibilidade e segurança foram alguns dos temas levantados pelo presidente da ACIT.



Durante o almoço, o novo administrador Geraldo Cesar Araújo, profundo conhecedor dos problemas da cidade, membro do Lions Clube Taguatinga Independência (onde foi presidente por 3 gestões - 1995/96, 1998/99 e 2013/14) declarou o seu amor pela cidade em que mora, tem seu comércio e cria seus filhos há mais de 3 décadas e disse que em sua gestão as portas da administração vão estar sempre abertas para a comunidade.
Ex-presidente do Clube de Dirigentes Lojistas (CDL) e atual diretor do financeiro do Sindivarejista, Geraldinho disse também que, tanto ele quanto sua esposa Lucinha acreditam na importância de servir ao próximo.
O novo administrador conta com o apoio e o respeito dos empresários do DF, especialmente do presidente do Sindivarejista, Edson de Castro que teve raízes comerciais em Taguatinga.

O almoço oferecido como saudação e apoio ao novo administrador contou com a tradicional cobertura e registro de imagens do Guardião da História Fotográfica de Taguatinga – GETÚLIO ROMÃO CAMPOS


FESTIVAL DO TAMBAQUI distribui seis toneladas de peixe na Esplanada dos Ministérios


Cerca de seis toneladas de tambaqui foram distribuídas durante o Festival Tambaqui da Amazônia, na Esplanada dos Ministérios.

A iniciativa foi realizada pelo Ministério da Agricultura, com apoio do Governo de Rondônia, do Distrito Federal e do Sebrae com o objetivo de promover o consumo desse pescado.



O secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, classificou o evento como um sucesso. 
“O brasileiro, quando vai ao restaurante, ele pede o salmão do Chile, ele pede bacalhau da Noruega, ele conhece até o pangaço do Vietnã e não conhece do tambaqui brasileiro. Então, querendo motivar e promover o produtor nacional, o produto e o consumo de um produto de 100% da Amazônia, é que nós realizamos esse grande evento”.

Em Rondônia, o “Churrasco do Tambaqui” ocorre há três anos. Na avaliação do ministro interino da Agricultura, Marcos Montes, esse tipo de manifestação cultural deve ficar cada vez mais forte.
“O Brasil precisa entender que tem realmente que consumir mais peixe. Podemos fazer do peixe uma grande matriz econômica e Rondônia pode ser exemplo para o Brasil todo”.

O festival também foi comemorado pelo setor produtivo. De acordo com Daniel Pereira, superintendente do Sebrae Rondônia, o evento ajuda a fortalecer os pequenos produtores e contribui para que o peixe passe a ser comercializado e produzido em outras áreas do país. 
“No estado de Rondônia, nós temos médios produtores, mas a grande maioria são pequenas propriedades da agricultura família. É algo que pode ser praticado em toda a Amazônia. Temos um potencial fantástico e uma grande fonte de alimento de alta qualidade para poder alimentar bem os brasileiros”.

Cada pessoa tinha direito a uma banda do pescado. Para recebê-la, o interessado precisava doar um quilo de alimento não perecível. ]
Os peixes do festival foram doados pela Associação de Criadores de Peixes do Estado de Rondônia (Acripar), Zaltana Pescados e Agrofish. 
Em 2018, a comercialização do tambaqui movimentou de R$ 450 milhões a R$ 500 milhões no estado.

JULHO SEM PLÁSTICO – Campanha do Marista Taguatinga


Cerca de mil alunos do Colégio Marista Champagnat, em Taguatinga, participam de uma competição especial durante a campanha Julho Sem Plástico.

Na programação dos Jogos Internos Maristas Mirim (JIM Mirim 2019), as turmas da Educação Infantil e Fundamental I receberam o desafio de arrecadar o maior número de tampinhas plásticas.
A ação reúne a prática de esportes, conscientização ambiental e social.

 A expectativa é grande já que o período de férias foi utilizado para mobilizar parentes e amigos para juntar as tampinhas. 
O material arrecadado será transformado em cadeiras de rodas em uma parceria com o Rotary Club de Taguatinga e o Interact Club Nova Geração.
“Com o dinheiro da venda, o Rotary compra cadeiras de rodas e as doa a quem necessita. Dessa forma, além de favorecer práticas mais sustentáveis, essas tampinhas colaboram para a transformação de vidas”, explica a professora de Língua Portuguesa, Luana Prestes, principal incentivadora da iniciativa no colégio.

ARRECADAÇÃO
Toda a comunidade está convidada a participar e fazer a entrega no Colégio que tem três grandes tonéis para receber as doações.
A arrecadação já começou e segue até o dia 2 de agosto. Uma grande quantidade de tampinhas já foi arrecadada no mês passado durante o JIM Marista, que reuniu alunos da Educação Fundamental e Ensino Médio. A ideia é manter a arrecadação ao longo do ano dentro das ações de conscientização ambiental da Instituição.  

TAMPA MANIA 
Luana Ortiz e Guilherme Bernardes, são ex-alunos Maristas e hoje são representantes da Interact Nova Geração, projeto ligado ao Rotary Club. Eles são os responsáveis no Distrito Federal pela iniciativa do projeto “Tampa Mania”. De acordo com Luana, a cada 350 kg de tampinhas, eles recebem uma cadeira de rodas para ser doada a quem não tem condições de comprar.

PARA A ARRECADAÇÃO, SÃO ACEITAS TAMPINHAS DE:
Bebidas (refrigerante, água, suco, bebida láctea, iogurte, leite, chá etc.);
Produtos de higiene e de beleza pessoal (xampu, condicionador, máscara para cabelo, gel, antisséptico bucal, hidratante, creme dental etc.);
Produtos de limpeza (amaciante, desinfetante, água sanitária, álcool, tira-manchas, alvejante etc.);
Ômega 3; colágeno; remédios;
Produtos alimentícios (achocolatado, café solúvel, cappuccino, leite em pó, margarina, manteiga, requeijão, pote de açaí e de sorvete* – até 500 ml, maionese etc.).

NÃO SÃO ACEITOS(AS)
Embalagens ou potes; tampas de sorvete* de 1,5l ou 2l;
Bicos de detergente ou de Gatorade;
Tampas do tubo de vitamina C


Fonte/Foto: Cintia Gomes – Frase Comunicação

MANHÃ CÍVICA - TROCA DA BANDEIRA


Domingo, dia 4 de agosto é dia da solenidade da Troca da Bandeira e da realização de mais uma edição do programa “Manhã Cívica – Brasília: O Brasil começa aqui”.


Realizado pela Secretaria de Turismo, o projeto agrega novas atrações gratuitas para brasilienses e turistas durante a solenidade militar, que ocorre todo primeiro domingo de mês.

O último evento reuniu cerca de duas mil pessoas na Praça dos Três Poderes. Vanessa Chaves de Mendonça,  secretária de Turismo do Distrito Federal, frisou que Washington, capital norte-americana, recebe mais de 20 milhões de turistas por ano interessados no Turismo Cívico.



A Manhã Cívica terá início as 9h. 
A ação do próximo domingo contará com a apresentação de um grupo de parkour que irá se deslocar pelos obstáculos da Praça dos Três Poderes e com o ritmo afrodescendente da banda brasiliense Batalá, composto por cerca de 50 mulheres percursionistas. O Exército é a força responsável pela solenidade desse mês e levará para o público apresentação de bandas marciais e de cães de guerra e uma exposição de veículos e equipamentos militares e apresentações, incluindo blindados, lança-foguetes e motos.

O Sesc, o Sistema Fecomércio, a TCB e a Caesb estarão presentes novamente. Terão atividades de desenho e pintura, oficina de bonecos, brinquedos infláveis, cama elástica, pebolim, tênis de mesa e críquete. Ainda estarão disponíveis foodtrucks e ônibus da TCB para rotas turísticas gratuitas na Esplanada. Quem quiser se aprofundar mais sobre a história e os atrativos da capital federal poderá contar com o apoio de um guia turístico cadastrado no Cadastur. O Congresso Nacional irá levar para o público o Programa Jovem Senador e e-Cidadania.

Troca da Bandeira
A Troca da Bandeira é uma das maiores expressões do Turismo Cívico do país, e ocorre todo primeiro domingo do mês. Em cada solenidade, uma força ou a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) é responsável pelo evento. O monumento do Mastro da Bandeira consta no Guiness Book como maior bandeira hasteada do mundo. Com 100 metros de altura, a bandeira da Praça dos Três Poderes tem 20 metros de largura por 14 metros de altura e chega a pesar 40 quilos.



Fonte: ASCOM Secretaria de Turismo do Distrito Federal

UM DIA NO PARQUE - Campanha chama brasileiros para áreas naturais protegidas

UM DIA NO PARQUE
A campanha Um Dia no Parque quer mostrar que as Unidades de Conservação (UCs), além de protegerem a biodiversidade, oferecem inúmeras opções de lazer e geram benefícios aos visitantes, como melhora da saúde e garantia de bem-estar, além do desenvolvimento econômico.

A Coalizão Pró-UCs, que realiza a campanha, pretende fazer isso por meio da promoção de atividades em contato com a natureza em áreas protegidas de todo o país.

Entre as áreas já confirmadas na ação estão os Parques Nacionais da Tijuca, Iguaçu, Serra da Bodoquena, Aparados da Serra e Serra da Capivara, os Parques Estaduais de Ibitipoca e Serra do Brigadeiro, em Minas Gerais, Vila Velha, Ilha do Mel e Guartelá, no Paraná, o Refúgio de Alcatrazes em São Paulo, entre outras.

O objetivo é criar uma cultura de visitação e turismo nas UCs – mais conhecidas como parques ou reservas – por meio de um dia de comemoração fixo no calendário do país, em que áreas protegidas e parceiros (organizações não governamentais, grupos de visitantes organizados, empresas) em todo o Brasil ofereçam atividades que, além servirem como recreação, despertem a consciência ambiental nos participantes. 
Em 2019, a ação ocorre no próximo domingo, 21 de julho.

Esta é a segunda edição da campanha, que teve início em 2018. De acordo com Fernando Pieroni, diretor-presidente do Instituto Semeia, um dos promotores da campanha por meio da Coalizão Pró-UC, é preciso incentivar o contato do brasileiro com a natureza e a valorização do nosso patrimônio natural.

Instituições, organização não governamentais, coletivos, grupos ligados ou não ao meio ambiente também são convidados a participar por meio da promoção de atividades a visitantes.
E opções não faltam. Nas Unidades de Conservação, além das atividades mais conhecidas, como trilha, observação de paisagem e ciclismo, por exemplo, é possível praticar também rapel, asa delta, canoagem, surfe, observação de aves, boia cross, banho de cachoeira, e até um piquenique. A campanha também incentiva que as pessoas visitem as áreas protegidas nesta data, independentemente da previsão de uma ação específica.

TURISMO COMO GERADOR DE RENDA
O turismo em Unidades de Conservação tem aumentado nos últimos anos no Brasil e gerado renda. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), de 2013 a 2018 o número de visitantes praticamente dobrou em Unidades de Conservação federais, indo de 6,3 milhões em 2013 para 12,4 milhões em 2018. Os visitantes gastaram, em 2017, cerca de R$ 2 bilhões nos municípios do entorno das UCs, gerando cerca de 80 mil empregos. Todos os setores ligados ao ecoturismo são beneficiados, como o hoteleiro, de alimentação, transporte, além do comércio em geral. Um estudo realizado pelo ICMBio mostra que para cada um real investido nas UCs, sete reais são gerados na economia.



De acordo com uma pesquisa do IBOPE Inteligência encomendada pelo WWF-Brasil, 91% dos brasileiros deseja ter mais contato com a natureza do que tem hoje em dia.
A mesma pesquisa mostra que 82% procura por locais que tenham paisagens naturais quando vão viajar. 

Em 2019, a campanha Um Dia no Parque conta com o apoio da GIZ Brasil e Grupo Cataratas, além das instituições que fazem parte da Coalizão Pró-UCs, realizadora da ação.

SOBRE A COALIZÃO PRÓ-UNIDADES DE CONSERVAÇÃO
A Coalizão Pró-Unidades de Conservação é um grupo de instituições que se propõe a congregar empresas e organizações da sociedade civil comprometidas com a valorização e a defesa das Unidades de Conservação da Natureza. Integram a Coalizão: Rede Pró UC – Rede Nacional Pró Unidades de Conservação, Fundação SOS Mata Atlântica, Conservação Internacional – CI Brasil, Fundação Grupo Boticário para a Conservação da Natureza, Imaflora – Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola, Instituto Semeia, WWF-Brasil, The Nature Conservacy - TNC Brasil, Imazon – Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas e a UICN-Brasil – União Internacional para a Conservação da Natureza.
 

CAMINHADA EM 29 TRILHAS
​O Grupo de Caminhadas em Brasília vai promover atividades em 29 trilhas diferentes. Conheça:
A partir das 8h, vamos nos encontrar em mais de 27 Parques e outras Unidades de Conservação!

OS INTERESSADOS DEVEM: 
2) Escolher um Parque e se informar sobre as condições da caminhada ((nível de esforço, distância e recomendações)
3) Verificar o Ponto de Encontro e o acesso;
4) Manter salvo o contato do condutor(a) voluntário(a) e/ou link de grupo de WhatsApp para informações/detalhes da Caminhada escolhida. Os condutores disponibilizarão nos grupos de mensagens ou link do evento do Facebook todas as informações necessárias (dicas, orientações, localização, etc.).
5) Na volta, a partir das 12h, venha se encontrar com o GCB. Faremos uma confraternização no Parque da Cidade, estacionamento 5, com um lanche colaborativo, música, vídeos e alguns brindes.

LOCAIS ONDE ACONTECERÃO AS CAMINHADAS:

JARDIM BOTÂNICO de BRASÍLIA (Lago Sul)
Parque OLHOS D'ÁGUA & PIER NORTE (Asa Norte)
ARIE Granja do IPÊ (Mesa JK)
Parque ÁGUAS CLARAS (Águas Claras)
Trilha Jatobá FLORESTA NACIONAL de BRASÍLIA (Taguatinga)
Parque BURLE MARX & ARIE CRULS (Noroeste)
Parque das GARÇAS (Lago Norte)
Parque ASA SUL, DECK SUL & PISTA DE AEROMODELISMO (Asa Sul)
Trilha PEDRA DOS AMIGOS - SERRINHA do Paranoá (Lago Norte e Varjão)
Parque da ASA DELTA & PENÍNSULA (Lago Sul)
Parque PONTE ALTA DO GAMA (Gama)
Parque dos PEQUIZEIROS (Planaltina)
BOSQUE DOS CONSTITUINTES
Parque EZEQUIAS HERINGER (Guará)
CAMINHOS DA PEDRA & CÓRREGO DO MEIO (Planaltina)
Parque VIVENCIAL do TAGUAPARQUE
Parque LAGO NORTE
Parque TRÊS MENINAS (Samambaia)
Parque VIVENCIAL DE CEILÂNDIA (METROPOLITANO)
TRILHA PIRÁ-BRASÍLIA (Candangolândia)
Parque RECANTO DAS EMAS
Parque BERNARDO SAYÃO
Parque SALTO TORORÓ (S. Sebastião)
Parque DOM BOSCO (Ermida - Lago Sul)
Parque dos JEQUITIBÁS (Sobradinho)
Parque NACIONAL DE BRASÍLIA

Na página da Coalizão Pró UCs no Facebook (https://www.facebook.com/unidoscuidamos/) é possível encontrar informações, além de confirmar a participação no evento. E no hotsite da campanha há dicas de visitação, sugestões de atividades, além de arquivos para download, como um guia com informações a gestores das Unidades de Conservação e parceiros. 
O endereço é www.umdianoparque.net.

ALMIR COELHO - Taguatinga perde um grande filho


Taguatinga perdeu um grande amigo.


o Advogado Almir Coelho, filho de dona Dalva.
*por Júlio Carneiro

Conheci Almir no início de 2006 quando eu estava na direção do Hospital Regional de Taguatinga – HRT - e ele acabara de ser eleito presidente do Conselho Regional de Saúde de Taguatinga, cargo que ele ocupou brilhantemente por 2 anos.
Pela primeira vez, o Conselho era presidido por um usuário e sua presidência foi de tamanha qualidade e dedicação que, a partir daí, o Conselho de Saúde nunca mais deixou de ter um usuário como presidente. É um fato quase inédito na história do SUS, pois normalmente esse cargo é cobiçado pelo gestor que quer dominar a situação.
Com o Almir na presidência nos anos de 2006-2007, o Conselho teve maior liberdade para a compor a agenda das atividades, aproximando as da real finalidade do Conselho: controle social.
Foi graça ao seu dinamismo que se realizou em 2006 o I Fórum de Saúde da Cidade de Taguatinga (o Fórum de Saúde entrou no calendário permanente e hoje já estamos próximo da décima edição).
Graças à sua visão social e política, foram realizados inúmeros contatos com os setores organizados da sociedade e com as autoridades, valorizando a saúde pública e lutando por recursos indispensáveis.
O Almir foi o "cara", competente, dinâmico e bem inserido na sociedade local, atuou com desenvoltura até em questões delicadas do dia a dia do Hospital Regional de Taguatinga – HRT.
Ele sempre possuía disposição para defender o SUS em qualquer espaço, inclusive nas vezes que tivemos de pedir ajuda ao Ministério Público.
Mas minha gratidão pessoal foi que a partir desse momento em que eu trabalhei junto com ele na diretoria do Conselho passei a descobrir a riqueza do capital social de nossa cidade. Entendi que para a Saúde Pública corresponder ao seu papel ela precisa interagir muito e de forma ética com a sociedade.

Foram anos especiais, que pela nossa desatenção pouco registramos visualmente.
Ainda assim, descobri uma foto dele presidindo uma reunião do Conselho (sentado ao lado de quem está falando) e outra em que ele compõe a mesa principal da Conferencia Regional de Saúde (Taguatinga em 2007).


Deus o recompense com uma festa na sua chegada ao céu e console sua mãe, a querida Dona Dalva e sua grande família, com vários membros também dedicados à Igreja e à sociedade.


VIADUTO DA EPTG - Obras de alargamento serão retomadas


Paralisadas desde abril de 2018 por falhas no projeto executivo, as obras de alargamento do viaduto da Estrada Parque Taguatinga Guará (EPTG) serão retomadas nesta semana.


Com 60 metros de extensão, o viaduto, atualmente, tem três faixas em cada sentido, totalizando 20 metros de largura – espaço que, após a conclusão dos serviços, será de 41,80 metros de largura.

Serão 11 faixas, entre 3,5 metros e 4 metros, para a circulação de veículos, sendo cinco faixas no sentido Plano Piloto e quatro faixas no sentido Taguatinga, além de duas faixas centrais para ônibus com largura de quatro metros.
“A conclusão do alargamento do viaduto vai desafogar o trânsito para os mais de 135 mil veículos que trafegam diariamente por este trecho”, avalia o secretário de Obras do DF, Izidio Santos. “Esta é apenas uma das obras para melhorar o trânsito de Taguatinga. Outras estão previstas para saírem do papel”.

A nova parte do viaduto será construída no vão central que, situado entre as vias existentes, atualmente tem 19 metros de largura. Segundo informações do secretário de Obras, a nova extensão será construída em concreto protendido e terá 33,60 metros de comprimento.

* Com informações e foto da Secretaria de Obras

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo