DEPRESSÃO - Pesquisadores estudam eficácia de alucinógeno em tratamento


Um estudo conduzido por uma universidade de Londres afirma que a psilocibina, substância alucinógena encontrada em um tipo de cogumelo, é segura para o consumo de pessoas mentalmente saudáveis.

Essa foi a primeira etapa do estudo sobre o potencial da substância psicodélica, que concluiu que ela pode ser consumida, sem causar danos, em um ambiente seguro e controlado por médicos.  

A substância foi testada por voluntários que ficaram em salas monitoradas por psiquiatras durante seis horas. Segundo os especialistas, não houve danos graves e os efeitos colaterais que surgiram já eram esperados, como alteração da percepção.
A próxima etapa é descobrir se a psilocibina é eficaz no tratamento contra a depressão. 
O grupo de estudiosos afirma que essa fase deve ser concluída nos próximos cinco anos. A pesquisa está em desenvolvimento em centros de tratamento para a doença nos Estados Unidos, Canadá e na Europa.
Segundo o estudo, ainda não existem dados consistentes que comprovem a eficácia contra a depressão e que é preciso mais pesquisa em torno do tema, já que alguns pacientes são resistentes ao tratamento convencional. A previsão é de que, comprovada a eficiência do alucinógeno, o tratamento seja mais caro do que o convencional, devido à estrutura necessária.

Fonte: Agência do Rádio – Jalila Arabi
Foto: Internet

BANCOS NÃO ABRIRÃO nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro


Na próxima terça-feira, dia 31 de dezembro, e no dia 1º de janeiro, as agências bancárias não vão abrir para atendimento.

A informação é da Federação Brasileira de Bancos, 
a Febraban.

Quem precisar fazer alguma transação financeira nestes dois dias, deverá usar os canais alternativos de atendimento bancário, como mobile e internet banking, caixas eletrônicos, banco por telefone e correspondentes.
Se você tiver carnês e contas de consumo, como água, energia e telefone, que forem vencer no feriado, não se preocupe, pois eles poderão ser pagos, sem acréscimo, no dia útil seguinte. Outra solução, é agendar os pagamentos ou pagá-las nos próprios caixas automáticos, se tiverem código de barras.
Então, o último dia útil do ano para atendimento ao público vai ser na segunda-feira, dia 30 de dezembro. Até lá, os bancos vão funcionar normalmente.

Fonte/Foto: Agência do Rádio/ Cintia Moreira

IESB - Alunos de Publicidade irão produzir peças para a Unicef


O Centro Universitário IESB e a Unicef acabam de firmar parceria para 2020.

Os alunos de Publicidade, por meio do Projeto Integrador, que leva a prática para dentro da sala de aula, vão desenvolver peças publicitárias para divulgar as ações da organização.

A Unicef é mundialmente conhecida por prestar auxílio social para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Os melhores trabalhos serão utilizados pela Unicef em seus canais de comunicação.
Em fevereiro é dada a largada. Os professores do IESB irão se reunir com os responsáveis pelo marketing da Unicef e irão decidir quais as demandas da organização. Após esta etapa, será elaborado um briefing (documento com as demandas do cliente) para ser entregue aos alunos.
De acordo com o coordenador do curso de Publicidade do Centro Universitário IESB, Nícolas Caballero,  o cliente de 2020 será uma oportunidade para os alunos produzirem peças com um contexto mais social.


Ao longo do semestre, serão produzidas sete peças por cada grupo de aluno participante do Projeto Integrador. As produções serão classificadas em ouro, prata e bronze.

PROJETO INTEGRADOR 
Para manter a máxima do IESB de alinhar a teoria com a prática, a instituição promove o Projeto Integrador. O programa consiste em uma atividade prática que ocorre ao longo do semestre. A ideia é propor aos alunos uma experiência com um cliente real, com uma demanda que deve ser cumprida pelos alunos com uma data limite para a apresentação do produto. Além do curso de Publicidade, participam os cursos de Engenharia, Ciência da Computação, Gestão, Administração, Fotografia, entre outros.

Fonte: Bruno Santa Rita – Ascom /Centro Universitário IESB

DF - PREÇO MÉDIO DO ALUGUEL em Brasília avançou 5,6% nos últimos 12 meses


O estudo, elaborado pelo maior portal imobiliário do Distrito Federal, acaba de revelar a evolução do mercado no último mês de novembro.



Com relação aos imóveis para locação, o Wimoveis aponta que o preço médio de um imóvel padrão (65m², 2 dormitórios e 1 vaga de garagem) em Brasília foi R$ 2.670,00/mês, com um leve aumento de 0,5% no período, acumulando 4,7% no ano de 2019 e 5,6% nos últimos 12 meses.

Analisando as cidades do Distrito, o portal identificou quais possuem os aluguéis mais caros. O ranking é composto por Brasília (R$ 2.670,00/mês), Águas Claras (R$ 1.751,00/mês) e Guará (R$ 1.558,00/mês). Atingindo variações anuais de 0,5%, -0,6% e -4,1% Enquanto, os menores valores de aluguel foram registrados em Vicente Pires (R$ 1.101,00/mês), Taguatinga (R$1.089,00/mês) e Ceilândia (R$ 1.011,00/mês).

Outro fator importante, analisado pelo portal, é a evolução durante os últimos 12 meses. Núcleo Bandeirante, Cruzeiro Novo e Sobradinho, foram os bairros com as melhores valorizações e as maiores altas no valor da locação, registrando aumentos de 19%, 18% e 13%, respectivamente. Do outro lado encontramos Noroeste (0%), Zona Industrial (-4%) e Centro (-13%), com as evoluções mais negativas.
  


Segundo o estudo, o preço médio do metro quadrado de Brasília, em novembro, registrou uma leve alta de 0,5%, chegando a R$ 9.557,00/m². Em 2019, a valorização acumulada foi de 2,8% e 3,1% nos últimos 12 meses.

No Distrito Federal, encontramos diferentes áreas e preços de imóveis. E, a análise do Wimoveis apresenta quais foram as cidades que obtiveram os maiores e menores preços do m².  Dentre as mais valorizadas, encontramos Brasília (R$ 9.557,00/m²), Setor Industrial (R$ 7.979,00/m²) e Cruzeiro (R$ 6.326,00/m²). Do outro lado, encontramos Riacho Fundo, Vicente Pires e Santa Maria, com R$ 3.633,00/m², R$ 3.079,00/m² e R$ 2.553,00/m², respectivamente, com os valores mais acessíveis para compra no DF.

Quando analisamos os últimos 12 meses, os bairros que registraram maior valorização no preço do metro quadrado são: Setor Hoteleiro Norte com 18% de aumento, seguido de Jardins Mangueiral, apresentando elevação de 15%, e Taguatinga Sul finaliza o ranking, com 12%. Já as maiores quedas no preço médio do m² ocorreram nos bairros Setor Total Ville, Centro e Lago Sul, que sofreram desvalorização de -7%, -12% e -13%, respectivamente.

  
Em novembro, a relação preço de venda X aluguel anual, chegou a 4,6%, sendo necessários 21,8 anos de aluguel para retomar o investimento feito no ato da compra, tempo 3,9% menor do que o registrado há um ano.

As localidades onde a rentabilidade aponta um índice maior são: Vicente Pires (7,1%), Águas Claras (5,7%) e Sobradinho (5,3%), já as cidades de Ceilândia (4,9%), Brasília (4,6%) e Guará (4,2%) apresentaram menor rentabilidade.
 


SOBRE WIMOVEIS
Fundado em 1998, o Wimoveis é o maior portal imobiliário do Distrito Federal. Em 2014, foi adquirido pelo Imovelweb, portal que faz parte do grupo argentino Navent, uma das dez maiores empresas de internet da América Latina. Em 2016, o Wimoveis passou por um processo de modernização. Atualmente, conta com mais de 2 milhões de visitas por mês e 56 milhões de pageviews gerados mensalmente.

SOBRE IMOVELWEB
Com 20 anos de existência, o Imovelweb é um dos maiores portais do mercado imobiliário do Brasil. Referência em Real Estate, faz parte do grupo argentino Navent, uma das dez maiores empresas de internet da América Latina. Com cerca de 200 colaboradores no Brasil, é uma multinacional sólida, de capilaridade nacional e com a maior capacidade de investimento do mercado em plataforma digital. O Imovelweb se destaca em seu mercado por representar o consumidor em todas as suas necessidades e momentos de vida, oferecendo as melhores oportunidades de negócios do setor imobiliário no Brasil.
Mais informações em www.imovelweb.com.br.

Fonte: Amanajé Comunicação


FORTALECIMENTO DO PSB em 17 capitais, com articulação do MPS


*Por YAKIRA KHIBATA



O partido se fortalece em 17 capitais do país com articulação do MPS junto aos movimentos de população de rua e acampamentos urbanos.
Líderes se filiam ao partido.


Acilino Ribeiro, Secretário Nacional MPS; Darcy Costa, Coordenador do NB da População de Rua do MPS; e André Nascimento, Secretário Municipal do MPS da Cidade de São Paulo



AGCOM: 23\12\19 – YK – Dezessete líderes membros das coordenações estaduais do Movimento Nacional de População de Rua \ MNPR, e de outros organizações populares como das associações de catadores de lixo e dos acampamentos urbanos de luta pela moradia de vários estados brasileiros se filiaram e outros estão em processo de filiação ao PSB para militarem no Movimento Popular Socialista.
         A articulação foi feita pelo secretário nacional do MPS, Acilino Ribeiro junto aos respectivos movimentos e em especial com um dos principais nacionais líderes do MNPR, da coordenação nacional do movimento, Darcy Costa.
      Os entendimentos finais envolvendo os coordenadores estaduais dos respectivos movimentos  foram realizados neste último final de semana através do secretário do MPS Acilino Ribeiro durante os dois dias em que participou do Encontro Nacional e Natal Solidário da População de Rua, em São Paulo, capital, onde foi um dos palestrantes que fez a abertura do evento e que contou também com a presença do ex-presidente Lula da Silva no encerramento.
     As articulações envolveram a filiação e o engajamento de líderes populares desses movimentos, que agora vão procurar os secretários estaduais do MPS nos respectivos estados objetivando participarem da luta de massa e uma possível candidatura a vereador nas eleições de 2020.
     Acilino e Darcy fizeram contatos e entendimentos além do recrutamento dos dirigentes dos estados de Goiás, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Maranhão, Sergipe, Alagoas, Bahia, Ceará, Pará, Amazonas, Minas Gerais, Espirito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Acre e Santa Catarina.
Em todos eles os líderes dos movimentos de rua irão se reunir com os dirigentes estaduais do MPS para formalizarem as filiações e terão uma reunião com os presidentes estaduais e municipais do PSB articulada pelo Secretário Nacional Acilino Ribeiro e pelo presidente nacional do PSB Carlos Siqueira.
     Durante o evento com a participação de Lula e Acilino foram realizados vários outros contatos que abriram espaço para a penetração do PSB em várias frentes de luta, como os catadores de lixo, os advogados de rua, as associações de flanelinhas e movimentos de profissionais de saúde popular, que trabalham ou vivem na rua.
     Acilino Ribeiro agradeceu além da participação dos dirigentes do MPS de SP, André Anselmo, Secretário Municipal na capital e Luciana Trindade, Coordenadora Nacional do Núcleo de Base de Pessoa com Deficiência o apoio dos líderes nacionais do movimento de rua na organização do Núcleo de Base da População de Rua do MPS e no fortalecimento do PSB, como também aceitou a sugestão destes e confirmou a realização ainda em 2020 do Encontro Nacional do respectivo Núcleo de Base e total apoio para que estes se reproduzam nos estados, se fortaleçam e elejam vereadores nas capitais e cidades onde irão concorrer.

Fonte: (Fotos/Texto) AGCOM: 23\12\19 – YK.



MPS ARTICULA MOBILIZAÇÃO NACIONAL em defesa de Ricardo Coutinho e tem apoio de movimentos sociais e partidos políticos em todo o Brasil


*Por KAREN SANCHES


MPS ARTICULA MOBILIZAÇÃO NACIONAL


  AGNOT / MSF: 20/12/19 - KS - PB/DF: Articulado pelo secretário nacional do Movimento Popular Socialista do PSB Acilino Ribeiro e pela Coordenadora Nacional do Núcleo de Base Camponesa e de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e Sem Terras do MPS, Thaísa Daiane Silva e ainda pelas coordenações nacionais de vários Núcleos de Base do segmento para a tarefa, em especial o NB de Comunidades Religiosas e o NB de População de Rua, este sábado 21 e o domingo 22 serão de ampla mobilização popular em defesa da liberdade e reconhecimento da inocência do ex-governador do PSB da Paraíba, Ricardo Coutinho.
      Em Brasília nesta sexta feira 20, antes de viajar a São Paulo para participar do Encontro Nacional da População de Rua o secretário nacional do MPS Acilino Ribeiro organizou  com a assistente social Thaísa Daiane e a jornalista e publicitária Bia Salame Cardoso, ativista em defesa da causa feminina e da coordenação nacional do Coletivo Feminista do MPS as estratégias da campanhas a ser levada pelo Movimento Popular Socialista nos estados através dos secretários estaduais e juntos aos movimentos sociais com apoio e mobilização dos núcleos de base do segmento.
        A ideia já posta em prática  desde ontem à noite foi enviar a todos os cinco mil  sindicatos de trabalhadores rurais do país, vinculados a CONTAG e também mandar para os sindicatos urbanos ligados as centrais sindicais num total de 10 mil, em torno de 100 mil E-mail para serem reenviados a seus respectivos associados e assim atingirem 5 milhões de pessoas nas próximas 48 horas, a nota explicativa do ex-governador Ricardo Coutinho a ser lida neste sábado e domingo nas últimas assembleias gerais do ano realizadas pelos sindicatos.
      Aproveitando estas atividades os sindicatos que puderem, foram orientados a imprimir a nota e distribuí-las nos assentamentos rurais. Para isso o MPS contou com o apoio do MST, liderado por João Pedro Stedile que elaborou nota de apoio à Coutinho e com o apoio da FNL liderada por José Rainha
      Também através do Núcleo de Base de Comunidades Religiosas que articula as pastorais e comunidades eclesiais de base através da igreja católica, dos grupos evangélicos dentro do segmento e da célula da igreja ortodoxa, além das coordenações municipais do MPS nos 510 municípios dos 26 estados e no DF o MPS conseguiu que neste final de semana sua militância consiga distribuir e/ou reencaminhar num esforço concentrado a nota do ex-governador e que em alguns municípios ela seja lida nas paróquias católicas e cultos evangélicos.                          
     Outro importante ponto de apoio conseguido por Acilino Ribeiro, além dos sindicatos rurais foi a distribuição da nota pela população de rua que realiza em SP/capital de 21 a 23 de dezembro seu encontro nacional com dezenas de militantes de vários estados e que se dispuseram a realizar a tarefa nas capitais e grandes cidades levando milhares de cópias e reencaminhando a mesma através de e-mail e por zap.                                                        
     Acilino Ribeiro disse que está será uma operação de guerra que a militância mais longínqua do MPS, dos municípios mais distantes do Brasil está realizando com um fervor revolucionário jamais visto, pois “é para defender a dignidade de um homem injustiçado, de caráter e que tem uma missão a cumprir que é trabalhar com honestidade em benefício de seu povo, como é o ex-governador Ricardo Coutinho”. Afirmou.                  
        Acilino tem conversado desde quarta-feira com os secretários estaduais do MPS e estes tem dado todo apoio à ação desenvolvida e articulada pelos núcleos de base e a militância do segmento. EnquantoThaísa Daiane conversou com diversos dirigentes de outras entidades ligadas ao campo e aos trabalhadores e trabalhadoras rurais como o MAB, o MPA, CPT, associações rurais de acampamento e assentamentos, de agricultores familiares dentre outras e recebeu total apoio para a defesa do ex-governador do PSB.   
         Darcy Costa da coordenação nacional do Movimento Nacional de População de Rua e da coordenação do Núcleo de Base do MPS de População de Rua, além do padre João Bosco, pastor Alessandro Bertoli e diácono Wellington Júris, todos do Núcleo de Base de Comunidades Religiosas do MPS manifestaram seu apoio e disposição de levarem as ruas e às igrejas a palavra de ordem orientada pelo MPS pela liberdade e o reconhecimento da inocência de Ricardo Coutinho.
       Conforme declarou Bia Salame Cardoso, Coordenadora Geral do Coletivo Feminista do MPS, “é preciso agora que a mídia pague e apague o estrago que tentou fazer esta semana a espetacularizar essa operação e criminalizar nosso companheiro Ricardo Coutinho”, e concluiu dizendo: “como não vai fazer porque está a serviço da direita, nós faremosr, nas ruas e nas redes”.                          
            De São Paulo onde está desde sexta feira Acilino articulou o apoio e a solidariedade de diversos movimentos sociais, alguns inclusive colocando seus militantes e logística nas redes sociais a serviço da campanha desenvolvida pelo MPS, principal e mais atuante segmento social do PSB na defesa do ex-governador Ricardo Coutinho. Vários militantes de outros partidos políticos do PCdoB, PDT, PCO, PCB, PSOL e REDE mostraram solidariedade a Ricardo Coutinho compartilhando e curtindo o manifesto e a fotografia de Acilino Ribeiro ao lado do ex-governador além da nota dele postada pelo secretário nacional do MPS em suas páginas no Facebook, Instagram, Twitter e diversos Blogs e Sites nas redes sociais.                                
         Ao participar neste sábado pelo manhã da abertura do Encontro Nacional e Natal Solidário da População de Rua em São Paulo onde também articulou a filiação de diversos dirigentes estaduais do movimento ao PSB e ingresso no MPS,  Acilino agradeceu o apoio das lideranças do MNPR ao governador Ricardo Coutinho e afirmou que este vai se fazer presente no Encontro Nacional de Integração Partidária e Formação Política do Núcleo de Base da População de Rua do MPS ano que vem onde agradecerá pessoalmente o apoio e a solidariedade recebida.  
          Acilino foi um dos líderes da esquerda brasileira que fez a abertura do evento do Movimento Pop Rua em SP e que contou com a presença do ex-presidente Lula no encerramento. Acilino e Lula não conseguiram se encontrar devido desencontro de agendas de ambos, pois Acilino estava com viagem marcada para Brasília ainda neste sábado a tarde, porém o secretário nacional do MPS deixou uma comissão do segmento organizada para encontrar-se com o ex-presidente Luís Inácio e agradecer-lhe pessoalmente a solidariedade prestada e o apoio dado a Ricardo Coutinho quando foi determinada sua prisão pela justiça paraibana. A Comissão foi formada pelos Coordenadores dos núcleos de base do MPS, Darcy Costa, da População de Rua, Luciana Trindade do Núcleo de Pessoas com Deficiência e pelo Secretário Municipal do MPS da cidade de São Paulo, André Nascimento. Os três se encontraram com o presidente e transmitiram a mensagem do secretário do MPS e a gratidão de Ricardo Coutinho.                           
           Ao finalizar o secretário nacional do MPS disse que essa será uma luta permanente, pois:
“a direita fascista, a mídia nazista e o capital imperialista desenvolvem um plano diabólico e monstruoso para criminalizar a esquerda e destruir moral, jurídica e politicamente seus líderes, e como Coutinho é um expoente e honrado líder dessa esquerda brasileira eles querem destruí-lo como tentaram fazer com vários outros e tentarão com diversos destes ainda. Mas resistiremos e vamos para o debate, o embate e o combate. Nas ruas e nas redes. E venceremos.”

ACILINO RIBEIRO
Secretário nacional do Movimento Popular Socialista do PSB



AGNOT / MSF: 20/12/19 - KS - PB/DF.







LIXÃO DA ESTRUTURAL – GDF vai descontaminar o local


O Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), deu o primeiro passo para a recuperação da área do antigo Lixão da Estrutural.
Trata-se da contratação de consultoria para elaborar diagnóstico de contaminação e proposta de remediação da área. 
O estudo foi apresentado no Salão Nobre do Palácio do Buriti, e será conduzido pela Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec) com especialistas da Universidade de Brasília (UnB).
O prazo de execução é de 12 meses, com orçamento de R$ 1, 3 milhões.

Para o secretário do Meio Ambiente, Sarney Filho, os estudos representam uma vitória para o GDF.



Esses estudos darão subsídio para a elaboração do termo de referência para o Projeto de Recuperação da Área Degradada (Prad), responsabilidade do Brasília Ambiental.
Sarney Filho informou ainda que os recursos externos para realização do trabalho foram obtidos por meio de cooperação técnica entre o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), o Governo do Distrito Federal (representado pela Sema) e o Projeto CITinova – Promovendo Cidades Sustentáveis no Brasil, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI).

RESÍDUOS
O acúmulo de resíduos, durante o período entre 50 e 60 anos em que o lixão operou, gerou impactos sobre os corpos hídricos que convergem para o Lago Paranoá. Foram cerca de 40 milhões de toneladas despejadas no local, em processo de deposição irregular de rejeitos em área de 200 hectares localizada na divisa com o Parque Nacional de Brasília.

De acordo com o coordenador técnico do projeto, o professor da UnB Eloi Guimarães Campos, as ações vão se concentrar no tratamento do chorume; na fitorremediação com plantio de especies nativas e exóticas, que possam reter metais identificados no solo; e no enclausuramenteo do chorume para evitar que continue se espalhando, além do uso dos dados na elaboração do Prad.
“Queremos responder perguntas ainda sem respostas, como a rota que o chorume tem feito e como tratá-lo de uma forma economicamente viável”, sublinhou o professor.

Os estudos, segundo explicou o coordenador, terão dois enfoques a ser conduzidos ao longo do trabalho: o diagnóstico e os testes-pilotos para a apresentação de propostas ao GDF, de tecnologias mais adequadas para o efetivo controle da contaminação e remediação dos danos causados.

“CHAGA”
Para o diretor-adjunto do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Gustavo Souto Maior, o Lixão da Estrutural constitui “uma chaga na história de Brasília”, de forma que traz um enorme ganho para a cidade o início dos trabalhos com vistas à remediação dos danos ambientais causados por sua operação irregular. “Estou feliz e tenho certeza de que esse trabalho será realizado com sucesso”, afirmou.

De acordo com o coordenador-geral do Clima do MCTI, Márcio Rojas, a expectativa do órgão é a realização de trabalhos concretos para que a área seja recuperada. Ele destacou a importância da parceria que possibilitou a contratação dos estudos e disse estar confiante nos resultados.
O presidente da Finatec, Armando Pires, destacou o papel de uma fundação de apoio na solução de problemas que afetam a sociedade.
“É um honra e uma satisfação ter nossa equipe envolvida nesse estudo, em área na qual já temos grande conhecimento acumulado. Agora é hora de fazê-lo voltar à sociedade, o que é possível por meio da canalização de recursos”, afirmou.

Participaram também do lançamento dos estudos o subsecretário de Gestão das Águas e Resíduos Sólidos, Jair Vieira Tannus Júnior, e a subsecretária de Assuntos Estratégicos, Alessandra Andreazzi Peresa, ambos da Sema, além da diretora do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), Regina Silvério, do subsecretário de Estruturação e Gestão de Projetos da Secretaria de Projetos Especiais do GDF, Eduardo Amaral da Silveira, e da coordenadora do Projeto CITinova no GDF, Nazaré Soares.

* Com informações da Secretaria do Meio Ambiente

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo