MOSTRA DE CARROS ANTIGOS - Exposição da rede Iguatemi em Brasília, no dia 20 de setembro


O Iguatemi Brasília recebe a Mostra de Carros Antigos, projeto cultural que está percorrendo os shoppings da rede Iguatemi, entre os dias 20 e 22 de setembro.


O projeto visa a despertar o interesse do público pelos automóveis antigos e históricos.

A exposição apresenta um ambiente rico em história tecnológica e cultural, que promove a troca de experiências e a disseminação da história não só automotiva, mas de toda uma época. Além da exposição dos veículos, o espaço conta ainda com a presença da cervejaria Corina, food trucks e música ambiente.

“Um veículo antigo restaurado, apto a andar confiavelmente, ostentando todos os brilhos do dia de sua fabricação, constitui-se em um retrato vivo da história”, afirma José Paulo Parra, responsável pela produção do evento. A mostra reúne algumas raridades locais para que o público do shopping tenha acesso a estes clássicos.



A exposição abre das 10h às 22h nos dias 20 e 21 de setembro (sexta-feira e sábado) e das 11h às 20h no dia 22 (domingo), e está localizada no 1 º subsolo do Iguatemi. A entrada é gratuita.
O evento é realizado pela Talladega Motors e conta com apoio institucional da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA), além do apoio local do Veteran Car Brasília.

Local: 1º Subsolo do Shopping Iguatemi -   SHIN CA 4, Lote A – Lago Norte
Entrada gratuita

O Iguatemi Brasília reúne, em um só local, moda, gastronomia, serviços, passeio, conforto, conveniência e entretenimento. O shopping conta com o know-how da Iguatemi Empresa de Shopping Centers, uma empresa full service (administra, planeja e constrói), classificada como a 36.ª marca mais valiosa do Brasil, a única em seu segmento.
São mais de 160 lojas, entre elas 22 marcas inéditas na capital federal. O shopping conta, ainda, com um dos mais modernos projetos de arquitetura e paisagismo. Grandes skylights proporcionam total integração com o exterior e permitem ao público aproximação com a natureza. Além disso, oferece mais de 3 mil vagas de estacionamento, das quais 1,8 mil cobertas, e serviço de valet parking.

Fonte: Re9 Comunicação

ACIDENTES DE TRÂNSITO - Falha humana é a causa de mais de 50%


De 18 a 25 de setembro o Brasil comemora a Semana Nacional do Trânsito com uma queda de 12% nas indenizações pagas pelo seguro  DPVAT  entre janeiro e junho deste ano em comparação ao mesmo período de 2018.

O resultado reflete a estabilidade alcançada no número de mortes,  diminuição de 18% nos casos de invalidez permanente e aumento de 6% na cobertura de despesas médicas e suplementares.

Para o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, perito em medicina do trânsito e membro da ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego) o resultado só não é melhor porque no Brasil 1 em cada dois motoristas precisa usar óculos de grau, mas a maioria só atualiza  a receita quando vai  renovar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação.

“As alterações viciais mais frequentes entre os motoristas são: miopia (dificuldade de enxergar de longe), hipermetropia (dificuldade para perto), astigmatismo (falta de foco para perto e longe) e catarata nos condutores com mais de 60 anos”

Os erros de refração e a catarata em estágio inicial, explica,  diminuem a rapidez de leitura, reflexo,  percepção de contraste e profundidade.
Isso explica o resultado de um estudo divulgado em 2018 pelo Ministério dos Transportes que aponta a falta de atenção e o excesso de velocidade como as maiores causas de acidentes. Queiroz Neto esclarece que os vícios refrativos e a catarata inicial alteram a noção de velocidade no trânsito. Por isso, embora possamos nos adaptar a enxergar mal é prudente atualizar os óculos a cada 18 meses para garantirmos uma direção mais segura.

COMO MELHORAR A VISIBILIDADE NO TRÂNSITO
O inverno ainda não terminou, mas o calor seco e a radiação UV (ultravioleta), bem acima de 5 conforme preconiza a OMS (Organização Mundial da Saúde) resseca a lágrima, predispõe à conjuntivite de imediato e a longo prazo à catarata, degeneração macular e pterígio provocados pela ação acumulativa da radiação no globo ocular.



Queiroz Neto afirma que nem sempre quem precisa usar óculos de grau se adapta bem aos óculos escuros. Para este grupo evitar as doenças causada pela exposição dos olhos ao sol , as lentes fotossensíveis que filtram 100% da radiação UV e escurecem de acordo com a intensidade de luz são as mais indicadas.  O especialista só recomenda usar óculos escuros para quem tem boa visão funcional ou fotofobia (aversão à claridade) frequente .

A fotofobia é frequente em pessoas de pele e olhos claros que não têm qualquer enfermidade ocular. Mas, também pode estar relacionado ao astigmatismo (deformidade da córnea que dificulta a visão de perto e longe), olho seco, alergia ou outras doenças inflamatórias nos olhos, ressalta. As lentes cinza são as mais adequadas para melhorar o conforto de quem tem aversão à luz, mas a recomendação é consultar um oftalmologista para verificar a causa.

O médico destaque que míopes têm maior dificuldade de adaptação ao crepúsculo e as lentes de grau na cor âmbar melhoram a visão de contraste.
“Já fiz teste no consultório com diversos pacientes colocando um lente âmbar na frente dos óculos de grau e a visão de contraste melhora”

Quem dirige à noite deve optar por lentes amarelas que reduzem o ofuscamento causado por faróis. 

Queiroz Neto ressalta que o ofuscamento e a dificuldade de enxergar à noite também podem sinalizar início de catarata. A doença reduz em até 4 vezes a visão noturna, comenta.
A única solução para catarata é o implante de lentes que substituem o cristalino opaco.
A última novidade em uma nova lente intraocular é a trifocal que elimina a necessidade de usar óculos em 95% dos casos, inclusive para perto. Estudos mostram que a nova tecnologia reduz o risco de acidentes de trânsito em 50%, conclui.




Fonte: 

TJDFT CONDENA PLANALTINA DE GOIÁS a indenizar mãe por morte de bebê


A 4ª Vara da Fazenda Pública do DF condenou o município de Planaltina de Goiás/GO a indenizar uma mãe pela morte de recém-nascido ocorrida em razão de falha no atendimento pós-parto do Hospital Santa Rita de Cássia, localizado naquela cidade.

A autora da ação contou que procurou atendimento no hospital, em dezembro de 2014, quando estava com 41 semanas de gravidez. Mesmo com dores e em trabalho de parto, ela foi orientada a voltar para casa e, só após algumas horas, quando retornou ao hospital, deu à luz um menino.

A requerente disse, ainda, que, por causa da demora na realização do parto, o recém-nascido ingeriu líquido amniótico, o que provocou sofrimento fetal. Declarou que não foi dada assistência adequada ao bebê e que, só depois de nove horas de espera, ele foi transferido para Unidade de Terapia Intensiva - UTI do Hospital Regional de Planaltina/DF, onde veio à óbito.

O município de Planaltina de Goiás, em contestação, disse que a requerente foi atendida às 11h54 do dia 02/12/2014 e, em seguida, foi internada para a realização de parto normal. Afirmou que não houve negligência no atendimento e que a autora não foi aconselhada a voltar para casa. O parto, segundo médico do hospital, ocorreu às 15h do mesmo dia e a genitora recebeu alta às 15h do dia seguinte.
“Do momento da internação até a realização do parto não transcorreram mais que três horas”, declarou o requerido. A unidade de saúde informou, também, que foi feita lavagem gástrica após a ingestão do “líquido escuro meconial” e, em seguida, foi solicitada a transferência do paciente para outra instituição, tendo em vista a ausência de neonatologista no Hospital Santa Rita de Cássia.

No julgamento do caso, o juiz averiguou, pelas documentações apresentadas e depoimentos médicos que, de fato, não houve demora no atendimento à gestante para a realização do parto. No entanto, segundo ele, o prontuário do Hospital Santa Rita de Cassia não detalha, de forma satisfatória, o atendimento prestado ao recém-nascido no período pós-parto.

“Verifica-se que houve falha no atendimento pela ausência de assistência devida e pela demora na transferência do bebê para o Hospital Regional de Planaltina/DF”, destacou o magistrado.
O juiz concluiu que esses fatores foram determinantes para o óbito, considerando-se que um atendimento adequado e mais ágil poderia ter dado sobrevida ao paciente. 
O Distrito Federal também foi acusado de negligência, pela parte autora, mas o julgador entendeu que não houve responsabilidade do ente público.

O município de Planaltina de Goiás/GO foi, portanto, condenado a indenizar a autora em R$ 60 mil, a título de danos morais, corrigidos a partir da data da sentença. 

FONTE: Ascom/ TJDFT (www.tjdft.jus.br)

GDF É CONDENADO a indenizar servidora por uso de carro próprio em serviço


A juíza do 2º Juizado Especial da Fazenda Pública condenou o Distrito Federal ao pagamento de indenização a servidora da Secretaria de Saúde pelo uso de veículo próprio em serviço, durante o tempo em que atuou como agente de vigilância ambiental do órgão.

Em sua defesa, a Administração Pública do DF argumenta não haver prova dos fatos alegados acerca do uso de veículo da autora para atividades laborais, bem como ser inviável a interpretação extensiva para conceder vantagens de outras carreiras.

Na sentença, a magistrada ressaltou que ficou constatado que a servidora desempenha funções do referido cargo de agente de vigilância ambiental e que a legislação determina o pagamento de verba indenizatória pleiteada pela autora.
“A previsão de indenização de transporte ao servidor que realizar despesas com a utilização de meio próprio de locomoção para a execução de serviços externos, por força das atribuições próprias do cargo, conforme se dispuser em regulamento foi reproduzida pelo art. 106 da Lei Complementar Distrital nº 840/2011 (lei orgânica do DF)”.

A julgadora frisou, ainda, que a legislação distrital, que ampara as contratações locais, determina o pagamento de indenização de transporte a todo servidor que exerça atividade cujas atribuições exijam, sistematicamente, a execução de serviço externo, como é o caso da autora.

“Ademais, se, por ventura, em razão de fatos extraordinários (por exemplo, readaptação, exercício de função de confiança etc.), o autor não estivesse no exercício regular de suas atribuições, caberia ao ente distrital demonstrar o fato desconstitutivo do direito do requerente, o que não ocorreu (...)”.

Sendo assim, condenou o réu (GDF) a reconhecer o direito da servidora ao recebimento de indenização pelo uso de veículo próprio em serviço, bem como a pagar à servidora as parcelas retroativas referentes ao período de 3/7/14 a agosto/2019, correspondente ao valor de R$ 25.998, além das parcelas vencidas no curso do processo, a serem atualizadas e corrigidas monetariamente.

FONTE: Ascom/ TJDFT (www.tjdft.jus.br)
PJe: 0732376-17.2019.8.07.0016

POLICIAIS ASSASSINADOS - Violência no Brasil mata 1800% mais policiais do que a guerra no Afeganistão


A violência só cresce no mundo, também atingindo os policiais. Entre as regiões do país, o Sudeste foi a que contabilizou quantitativamente maior número de mortes: Rio de Janeiro (104), São Paulo (60), Pará (37), Ceará (25) e Pernambuco (24). 



Esse cenário se repete por todo o Brasil, diariamente os profissionais comparecem fardados em cemitérios para prestar homenagens a colegas de trabalho.

De acordo com o anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), 371 policiais foram assassinados no Brasil em 2017; a maioria de forma violenta, no trabalho ou mesmo durante as suas folgas. Em apenas cinco anos, aproximadamente 1.770 foram mortos. Infelizmente, isso mostra que o Brasil tem dificuldades em garantir a segurança até dos policiais.
Segundo o especialista em Inteligência Estratégica e Segurança, Ricardo Gennari,:
“perdemos as contas de quantos atos violentos estamos presenciando. Lamentavelmente, o mundo está inseguro e as políticas públicas estão a cada dia mais ineficientes. O que virá amanhã? "

A polícia brasileira não é somente a que mais morre vítima do crime, mas também é a que mais mata. As intervenções policiais são necessárias, no entanto é preciso repensar a forma de atuação, sendo necessário o investimento nas políticas preventivas, evitando ao máximo, colocar o policial no combate direto como temos visto.

Gennari afirma:
 “Esses profissionais são guardiões da Nação. Se forem desmoralizadas ou abatidos da forma que temos assistido não restará nenhuma solução de segurança e o país estará entregue à criminalidade sem ninguém para defender a população”.
A violência está vindo de todos os lados, quem deve proteger a sociedade é a mesma que está sendo morta de maneira cruel. Essa questão é com­plexa e depende de uma atuação integrada de diferentes atores para conseguir melhorias.


Fonte: Equipe Contato Comunicação & Marketing - Valéria Abreu




MOBILITY & SHOW 2019 – Novas tecnologias no maior evento do país para pessoas com deficiência


Entre os dias 20 e 22 de setembro, no Campo de Marte, a cidade de São Paulo/SP recebe a 5ª edição da MOBILITY & SHOW 2019 – Exposição de Automóveis, Veículos e Adaptações, Equipamentos e Serviços para Pessoas com Deficiência e Familiares, Idosos e Pessoas com Mobilidade Reduzida e Sequelas Motoras.


O evento, com entrada e estacionamento gratuitos, traz ampla e diversificada agenda de atividades, como: “Rakaton” com foco em desenvolvimento de projetos inovadores para pessoas com deficiência; como também, os óculos que devolvem aos cegos e pessoas com baixa visão a condição de ler um texto, além de reconhecimento facial; mais de 1.000 vagas de empregos para PCDs na capital e grande SP com cadastramento gratuito de currículos; isenção de impostos para compra de carros 0 Km, vários modelos de adaptações automotivas, competições esportivas, palestras, shows e atividades para crianças, dentre outras.






A MOBILITY & SHOW 2019 São Paulo reunirá 17 marcas de automóveis, além de adaptadores de veículos, despachantes, autoescolas, seguradoras, bancos com linhas de crédito e de financiamento, plataforma/elevadores e rampas, triciclos, cadeiras de rodas manuais e motorizadas, próteses e órteses e muito mais. 

Os visitantes podem fazer test-drive em diversos modelos de veículos adaptados, com instrutores treinados, e participar de uma série de atividades, incluindo apresentações e oficinas artísticas, atividades esportivas e radicais, apresentações musicais e outras. Tudo isso com infraestrutura totalmente acessível, incluindo banheiros, rampas e pisos táteis.



CLODOALDO SILVA, maior campeão paraolímpico de natação mundial, detentor de diversas medalhas de ouro, é presença confirmada para a abertura da MOBILITY & SHOW.
Além disso, o ex-narrador esportivo OSMAR SANTOS é o padrinho do evento.
O evento também terá a segunda edição do torneio ‘Osmar Santos’ protagonizada por jogadores portadores de Síndrome de Down e com deficiência intelectual.



MOBILITY & SHOW 2019 é um produto da C&G 12, com apoio da Revista Reação e chancela da ABRIDEF (Associação Brasileira das Indústrias e Revendedores de Produtos e Serviços para Pessoas com Deficiência).
                                             
Mais informações: www.mobilityshow.com.br


GERALDO CESAR - ACIT saúda o novo administrador de Taguatinga.


 O auditório da Associação Comercial e Industrial de Taguatinga (ACIT) no Parque da Facita foi o local escolhido pela entidade para sua manifestação de apoio e boas vindas ao novo administrador regional da Cidade, o empresário do ramo de material esportivo Geraldo Cesar Araújo, que foi acompanhado no evento por sua esposa Maria Lúcia Leite Araújo.


A entidade, por iniciativa do seu presidente Justo Magalhães, ofereceu um almoço de confraternização e convidou lideranças comunitárias da cidade para cumprimentarem o Geraldinho, como é conhecido o novo gestor de Taguatinga.



O evento contou com a presença de mais de 100 pessoas, entre elas, membros de clubes de serviço (Lions, Rotary), maçonaria, representantes da OAB, políticos e empresários de Taguatinga, com destaque para associados do Lions Clube Taguatinga Independência, clube do qual o novo administrador Geraldinho faz parte há mais de 25 anos.

Destaque também para a presença dos ex-administradores de Taguatinga Benedito Domingos e Ronaldo Seggiaro e do ex-administrador de Águas Claras Valdeci Machado.
Em seu discurso de abertura, Justo Magalhães fez questão de parabenizar a ex-administradora Karolyne Guimarães pelo seu desempenho e elencou alguns problemas que afligem principalmente aos empresários do comércio de Taguatinga. Decoração de natal, iluminação pública, estacionamentos, acessibilidade e segurança foram alguns dos temas levantados pelo presidente da ACIT.



Durante o almoço, o novo administrador Geraldo Cesar Araújo, profundo conhecedor dos problemas da cidade, membro do Lions Clube Taguatinga Independência (onde foi presidente por 3 gestões - 1995/96, 1998/99 e 2013/14) declarou o seu amor pela cidade em que mora, tem seu comércio e cria seus filhos há mais de 3 décadas e disse que em sua gestão as portas da administração vão estar sempre abertas para a comunidade.
Ex-presidente do Clube de Dirigentes Lojistas (CDL) e atual diretor do financeiro do Sindivarejista, Geraldinho disse também que, tanto ele quanto sua esposa Lucinha acreditam na importância de servir ao próximo.
O novo administrador conta com o apoio e o respeito dos empresários do DF, especialmente do presidente do Sindivarejista, Edson de Castro que teve raízes comerciais em Taguatinga.

O almoço oferecido como saudação e apoio ao novo administrador contou com a tradicional cobertura e registro de imagens do Guardião da História Fotográfica de Taguatinga – GETÚLIO ROMÃO CAMPOS


© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo