LIXÃO DA ESTRUTURAL – GDF vai descontaminar o local


O Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), deu o primeiro passo para a recuperação da área do antigo Lixão da Estrutural.
Trata-se da contratação de consultoria para elaborar diagnóstico de contaminação e proposta de remediação da área. 
O estudo foi apresentado no Salão Nobre do Palácio do Buriti, e será conduzido pela Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec) com especialistas da Universidade de Brasília (UnB).
O prazo de execução é de 12 meses, com orçamento de R$ 1, 3 milhões.

Para o secretário do Meio Ambiente, Sarney Filho, os estudos representam uma vitória para o GDF.



Esses estudos darão subsídio para a elaboração do termo de referência para o Projeto de Recuperação da Área Degradada (Prad), responsabilidade do Brasília Ambiental.
Sarney Filho informou ainda que os recursos externos para realização do trabalho foram obtidos por meio de cooperação técnica entre o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), o Governo do Distrito Federal (representado pela Sema) e o Projeto CITinova – Promovendo Cidades Sustentáveis no Brasil, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI).

RESÍDUOS
O acúmulo de resíduos, durante o período entre 50 e 60 anos em que o lixão operou, gerou impactos sobre os corpos hídricos que convergem para o Lago Paranoá. Foram cerca de 40 milhões de toneladas despejadas no local, em processo de deposição irregular de rejeitos em área de 200 hectares localizada na divisa com o Parque Nacional de Brasília.

De acordo com o coordenador técnico do projeto, o professor da UnB Eloi Guimarães Campos, as ações vão se concentrar no tratamento do chorume; na fitorremediação com plantio de especies nativas e exóticas, que possam reter metais identificados no solo; e no enclausuramenteo do chorume para evitar que continue se espalhando, além do uso dos dados na elaboração do Prad.
“Queremos responder perguntas ainda sem respostas, como a rota que o chorume tem feito e como tratá-lo de uma forma economicamente viável”, sublinhou o professor.

Os estudos, segundo explicou o coordenador, terão dois enfoques a ser conduzidos ao longo do trabalho: o diagnóstico e os testes-pilotos para a apresentação de propostas ao GDF, de tecnologias mais adequadas para o efetivo controle da contaminação e remediação dos danos causados.

“CHAGA”
Para o diretor-adjunto do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Gustavo Souto Maior, o Lixão da Estrutural constitui “uma chaga na história de Brasília”, de forma que traz um enorme ganho para a cidade o início dos trabalhos com vistas à remediação dos danos ambientais causados por sua operação irregular. “Estou feliz e tenho certeza de que esse trabalho será realizado com sucesso”, afirmou.

De acordo com o coordenador-geral do Clima do MCTI, Márcio Rojas, a expectativa do órgão é a realização de trabalhos concretos para que a área seja recuperada. Ele destacou a importância da parceria que possibilitou a contratação dos estudos e disse estar confiante nos resultados.
O presidente da Finatec, Armando Pires, destacou o papel de uma fundação de apoio na solução de problemas que afetam a sociedade.
“É um honra e uma satisfação ter nossa equipe envolvida nesse estudo, em área na qual já temos grande conhecimento acumulado. Agora é hora de fazê-lo voltar à sociedade, o que é possível por meio da canalização de recursos”, afirmou.

Participaram também do lançamento dos estudos o subsecretário de Gestão das Águas e Resíduos Sólidos, Jair Vieira Tannus Júnior, e a subsecretária de Assuntos Estratégicos, Alessandra Andreazzi Peresa, ambos da Sema, além da diretora do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), Regina Silvério, do subsecretário de Estruturação e Gestão de Projetos da Secretaria de Projetos Especiais do GDF, Eduardo Amaral da Silveira, e da coordenadora do Projeto CITinova no GDF, Nazaré Soares.

* Com informações da Secretaria do Meio Ambiente

DRA. TANIT GANZ SANCHEZ - no 49º Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial




Dra. Tanit Ganz Sanchez, maior especialista em Zumbido do Brasil, estará em Brasília como convidada especial do 49º Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial.
A especialista, reconhecida mundialmente como autoridade na pesquisa e tratamento do Zumbido no ouvido, tem na bagagem 25 anos de estudos sobre zumbido, é também a criadora da Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido e do Novembro Laranja – mês escolhido para chamar atenção para os problemas do ouvido e que tem como objetivo alertar e conscientizar sobre a “Quadrilha do ouvido” (Zumbido, Heperacusia, Misofonia).




Professora Doutora, Tanit tem seu trabalho reconhecido internacionalmente, e pela relevância de seu trabalho é presença confirmada nos principais eventos médicos do setor. Otorrinolaringologista, doutorada e especialista no assunto, foi convidada para ministrar uma aula especial para otorrinos e fonoaudiólogos sobre ZUMBIDO e também para participar de uma mesa redonda sobre o assunto no maior congresso de otorrinolaringologia do país, em Brasília.

DRA. TANIT GANZ SANCHEZ:
Médica Otorrinolaringologista formada pela Universidade de São Paulo;
Profa. Livre Docente e Associada da Otorrinolaringologia da Universidade de São Paulo
Orientadora de pós-graduação da Fonoaudiologia da Universidade de São Paulo;
Fundadora e Diretora do Instituto Ganz Sanchez;
Criadora e coordenadora do: - GANZ: Grupo de Apoio Nacional a Pessoas com Zumbido;
Idealizadora do  Novembro Laranja (Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido); -
Idealizadora da TV Zumbido (www.tvzumbido.com.br);
Blitz do Ouvido (no Programa Bem Estar Global)
Membro da ABORL-CCF;
Membro do Corpo Editorial das revistas científicas: Clinics, International Archives of Otorhinolaryngology e Brazilian Journal of Otorhinolaryngology;

SOBRE ZUMBIDO:
Apesar de muitas pessoas pensarem que não existe tratamento para o Zumbido, já existem técnicas apropriadas e vários pacientes já obtiveram melhora no sintoma, e ainda, alguns alcançaram a cura. Mas, para que seja iniciado o tratamento, é preciso uma análise minuciosa do paciente que englobe a rotina de trabalho, os hábitos alimentares –  a ingestão de gorduras, cafeína e doces – se toma alguma medicação de uso contínuo e qual o volume e a intensidade que o paciente escuta música, dentre outros. Só com esse perfil traçado será possível tratar o paciente de forma adequada, seja com medicamentos, terapias complementares ou com a reeducação para algum hábito ruim.

NOVEMBRO LARANJA:
A 14ª edição do Novembro Laranja, ‘Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido’, promovida pelo Instituto Ganz Sanchez, primeiro centro latino americano especializado no tratamento de Zumbido, Misofonia e Hiperacusia, visa alertar a população sobre as causas e formas de tratamento, além de reforçar que parte crescente da comunidade médica vem progressivamente oferecendo opções de tratamento com melhora, e até cura, de sintomas que já atingem mais de 40 milhões de brasileiros.
Durante todo o mês são realizados atividades com diversos profissionais de uma equipe multidisciplinar, como vídeos e palestras. Para esta edição a novidade é o WEISHA (1º Webmeeting Internacional sobre Zumbido e Hipersensibilidades Auditivas), que acontecerá nos dia 07 e 08 de novembro, com transmissão ao vivo e terá palestras nacionais e internacionais e é aberto ao publico em geral. 

INSTITUTO GANZ SANCHEZ:
É o primeiro centro latinoamericano de investigação e tratamento de zumbido no ouvido e intolerância a sons (hiperacusia e misofonia). Também atende pacientes com perda auditiva, tontura, ouvido tampado e distúrbios do sono.
Foi fundado em 2009 pela Dra. Tanit Ganz Sanchez, que é a pioneira no desenvolvimento de pesquisas científicas e na criação de inúmeras ações de conscientização sobre zumbido no Brasil, desde 1994.

SERVIÇO:
49º Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Local: Brasília
Data: 30-10 a 02-11

ANTIGO LIXÃO DE TAGUATINGA - Mudas de ipês são plantadas no local.


Cerca de 130 mudas de ipês foram plantadas no antigo lixão clandestino de Taguatinga.

Em setembro, uma equipe do GDF Presente desativou o maior depósito irregular, localizado na QNM 38, às margens da BR 070. 



Durante a ação foi lançado o projeto “Lixo nosso de cada dia”, que ressalta a importância de manter a cidade limpa e o descarte correto do lixo na capital, e uma quadra de areia foi inaugurada.

O administrador regional de Taguatinga, Geraldo César de Araújo, destacou a atuação do governo para melhorar a qualidade de vida da população local.



De acordo com o administrador, as fiscalizações serão cada vez mais intensas.
Em parceria com a comunidade local, escolas e órgãos do GDF, o evento contou com apresentação de teatro do grupo do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e dinâmica sobre coleta seletiva para conscientizar os moradores da região sobre a importância do descarte adequado do lixo.



LIMPEZA 
Desde o início da gestão, oito lixões clandestinos foram limpos em Taguatinga, mas a equipe do governo presenciou novos acúmulos de dejeto ao retornar a alguns desses locais em setembro. Ao todo, nove desses locais foram desativados na região Norte e Sul da cidade.

A equipe do GDF Presente trabalhou no local para recolher todo o entulho, nivelar a área e, em seguida, isolá-la com pneus.

Calçadas também foram reformadas e uma área está em preparação para a prática de esportes. O resultado será a entrega de um ambiente digno para a população e, ao mesmo tempo, uma forma de inibir de vez o descarte inadequado de rejeitos.



COMO DESCARTAR O SEU LIXO DA MANEIRA CORRETA
O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) informa que os pontos de descarte irregular da M Norte e da BR 070 estão inclusos no cronograma de limpeza da região, que acontece a cada 15 dias.
 A população pode colaborar para diminuir a prática contratando empresas transportadoras de entulho cadastradas no Sistema de Gestão de Resíduos, no site do SLU.

Essas empresas emitem, a cada solicitação de serviço, o Controle de Transporte de Resíduos (CTR). Dessa forma o SLU e o DF Legal acompanham a origem da demanda, o tempo que a equipe mobilizada fica no local, além da garantia de que o entulho será descartado somente na Unidade de Recebimento de Entulhos (URE) – única área pública, aliás, autorizada para esse tipo de descarte.
Para pequenas obras, que dispensam a contratação de uma caçamba, o cidadão poderá descartar em pontos do Papa Entulho gratuitamente. Na QNG 47, próximo à M Norte e à BR 070, há um desses equipamentos. Ele recebe até um metro cúbico de entulho por pessoa, diariamente – os descartes incluem restos de árvores podadas, galhadas, móveis velhos, material reciclável e até óleo de cozinha usado.
Além do Papa Entulho de Taguatinga, a população do DF conta com outros nove equipamentos instalados em Planaltina, Guará, Asa Sul, Gama, Brazlândia (dois) e Ceilândia (três).

Para saber o endereço do Papa Entulho mais próximo a você, basta acessar o site do SLU na aba “Serviços”.

*Com informações da Agência Brasília


FEMINISMO - Do sofrimento à sociedade perfeita!


Pioneirismo brasileiro, feminismo e realismo fantástico marcam a história da obra da cearense Emília Freitas, A Rainha do Ignoto, publicada pela Editora 106.


A narrativa escrita em 1899, atravessa gerações para inspirar e dar força às mulheres.

O livro conta a história de uma sociedade secreta de mulheres, governada pela justa e solidária Rainha do Ignoto. Ela abriga mulheres que sofreram algum tipo de violência para viverem em uma comunidade melhor e se tornarem o que ela chama de paladinas.
Está bem, mas como isso pode ajudar na luta atual?

SORORIDADE - É a palavra de ordem!
Não são apenas mulheres, são mulheres violentadas e subjugadas. Emília ensina sobre a importância de estender a mão, de acolher. Apresenta, por meio da literatura ficcional que uma mulher pode ser o ponto e vírgula da narrativa de dor cotidiana vivenciada por muitas.

PROFISSIONALIZEM-SE!
Sim, descubram a sua vocação na sociedade, da mesma forma que no livro, as mulheres podem ser engenheiras, médicas, generais, cientistas e até mesmo astronautas.
Busquem o seu valor, por mais difícil que seja reprogramar a mente para isso.

FUJA DOS PADRÕES!
Você pode escolher querer um bom partido, como as personagens Henriqueta e Carlotinha, na história de Emília. Mas jamais permita que a conquista disso inflija tristeza.
Aceite seus próprios padrões e seja feliz.

QUESTIONE O PATRIARCADO!
Sempre, onde há violência, seja física ou psicológica algo está errado. Os homens usam da força e da cultura do machismo para subjugar as mulheres, não deixe que aconteça com você e nem com nenhuma outra mulher. Jamais existirá motivo.

LEIA!
É um marco da literatura, não só para época, mas sim para todas as gerações, contando que a luta só começou.
Seja uma paladina da Rainha do Ignoto ou um apoiador da causa.



SANGUE NOVO no SUS de Brasília – Por Júlio Carneiro


SANGUE NOVO no SUS de Brasília 
* Júlio Carneiro 

Hoje, dia 11 de outubro, no  Hospital Regional de Taguatinga (HRT), houve a posse do novo Conselho Regional de Saúde, que reúne 5 cidades (Águas Claras, Recanto das Emas, Vicente Pires, Samambaia e Taguatinga).

São 24 conselheiros titulares e mais 24 suplentes que durante 3 anos cuidarão de acompanhar o SUS de toda essa região, que dispõe de 2 hospitais e quase 40 unidades de saúde para cuidar de quase 1 milhão de habitantes.

O Conselho possui desde 2006 uma lei própria que lhe deu músculos para lutar pela saúde pública: seu presidente só pode ser um usuário. 


Hoje, na primeira sessão após a posse, foi reeleito o amigo José Ferreira Simões, o professor, poeta, educador social e cidadão super atuante nos espaços da sociedade civil organizada.

Outra virtude é que companheiros de grande capacidade técnica e humana se doam sem medir esforços por essa realidade e garantem o elevado padrão democrático de sua ação.
O Conselho agrega representantes de grupos de pessoas idosas, pastoral da saúde, associação comercial, clubes de serviço (Lions, Rotary), sindicatos e gestores, entre esses a Administração de Taguatinga e a direção da Superintendência de Saúde da Região.
O principio da fraternidade que inclui todos, aberto a todos e para todos, foi o motor de partida para que em Taguatinga, apesar das dificuldades, o Conselho funcione.
Os desmandos da saúde pública de Brasília nunca tiveram a aquiescência dessa brava gente lutadora.

Ainda agora, que tantas dificuldades tentam sufocar o SUS distrital, esse Conselho levantou-se para somar forças ao MOVIMENTO SUS: NÓS TEMOS, NÓS DEFENDEMOS.
O sangue novo chegou em boa hora!!!




OPORTUNIDADES DE TRABALHO - DF terá de qualificar 118 mil trabalhadores em profissões industriais até 2023


O Distrito Federal terá de qualificar 118.688 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre os anos de 2019 e 2023. 


Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e divulgado nesta segunda-feira (30).

Segundo o diretor do SENAI no Distrito Federal, Marcos Secco, os setores que mais vão demandar mão de obra técnica profissional, nos próximos quatro anos, são de informática; logística e transporte; energia e telecomunicações; eletroeletrônica e profissionais transversais, que exercem funções em qualquer segmento, como técnico em eletrotécnica e técnico de controle de produção.

Secco aponta que a capacitação profissional dos jovens, por meio da formação técnica, é importante não só para melhorar a produtividade e competitividade das empresas, mas também como forma de inserir novos profissionais no mercado de trabalho brasiliense.


 QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
O estudo do SENAI prevê, ainda, que o Distrito Federal precisará aperfeiçoar a formação de trabalhadores que já estão empregados. Isso acontece por meio da oferta de cursos de qualificação, de carga horária superior a 200 horas, voltados para o desenvolvimento de novas competências e capacidades dos profissionais. As maiores demandas estão nas áreas de metalomecânica; alimentos; construção; eletroeletrônica; e energia e telecomunicações.

Fernando Trigueiro, de 38 anos, é gerente de logística em uma empresa de Brasília e percebeu que precisava melhorar o currículo. Ele decidiu estudar sobre energia solar fotovoltaica no SENAI e conta que os cursos acrescentaram experiência para ele na área. 
“A cada curso que faz, você pode se tornar um profissional naquele segmento. Isso abre um leque de oportunidades”, contou.

Ainda de acordo com o Mapa do Trabalho Industrial, entre as ocupações que exigem cursos de qualificação técnica de carga horária inferior a 200 horas e que mais vão demandar profissionais capacitados no DF, estão as de padeiros; confeiteiros; e instaladores e reparadores de linhas, cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados.

Na avaliação da deputada federal Celina Leão (PP-DF), os cursos oferecidos por instituições como SESI e SENAI são diferenciados porque preparam os jovens para atuar em áreas demandadas especificamente para cada região do país. Assim, uma vez qualificado, o aluno não precisa sair do estado de origem para conseguir um emprego.


Para quem tiver interesse em saber mais sobre alguma dessas áreas, basta acessar sitefibra.org.br/senai ou comparecer a uma das unidades do SENAI.
Mais informações podem consultadas pelo telefone 
(61) 4042-6565. 

 
Fonte: Agência do Rádio MAIS – Cristiano Carlos

MOBILITY & SHOW 2019 - Recebe grande público e realiza mais de 2.600 test-drives


A Mobility & Show 2019 (Exposição de Automóveis, Veículos e Adaptações, Equipamentos e Serviços para Pessoas com Deficiência e Familiares, Idosos e Pessoas com Mobilidade Reduzida) reuniu mais de 8.600 pessoas, no Campo de Marte, em São Paulo entre os dias 20 e 22 de setembro.



O evento contou com várias atrações para o público, como óculos que leem textos para pessoas com deficiência visuais ou baixa visão e reconhecem rostos, palestras sobre inclusão, shows, serviços de despachante e atividades para toda a família.


Além disso, foram realizados de  2.600 test-drives em veículos adaptados durante os três dias da Mobility & Show 2019.

De acordo com Rodrigo Rosso, organizador da feira e presidente da Abridef (Associação Brasileira das Indústrias e Revendedores de Produtos e Serviços para Pessoas com Deficiência), a Mobility & Show cresce a cada ano para atender à demanda de uma importante parcela da sociedade.

“Desde a primeira edição, em 2015, a Mobility & Show teve crescimento (em termos de espaço) de 400%, com 30 mil metros quadrados neste ano. Esses dados mostram que há cada vez mais pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida buscando tecnologias para levar uma vida com qualidade. Quanto mais elas conhecerem os seus direitos e as inovações já disponíveis maiores são as chances de nos tornamos uma sociedade, de fato, inclusiva”.
 RODRIGO ROSSO
Organizador da feira e presidente da Abridef (Associação Brasileira das Indústrias e Revendedores de Produtos e Serviços para Pessoas com Deficiência)

No dia de seu encerramento, o destaque ficou por conta da programação esportiva.
Pela manhã aconteceu a quarta edição da Junta e Vai, corrida de rua que reuniu 5 mil participantes. Todos os corredores doaram lacre de latas de alumínio e garrafas pet, trocados por quatro cadeiras de rodas, que foram doadas durante a Mobility & Show 2019.

“O esporte tem papel muito importante na saúde das pessoas. Os exemplos são vários. O quadro de saúde de um corredor cadeirante e com Síndrome de Down melhorou após ele começar a participar de corridas. Essa é, na verdade, a proposta dessa ação: proporcionar qualidade de vida para as pessoas que têm algum tipo de deficiência”.
FERNANDA LABATTI
Idealizadora da Junta e Vai.

Outra atração da Mobility & Show foi a palestra do campeão paraolímpico Clodoaldo Silva.
O atleta contou sua trajetória de vida, passando pelas dificuldades de um cadeirante até as grandes conquistas da carreira. Ele também destacou a importância da Mobility e Show para a inclusão social.

“Esse evento precisa ser visitado também pelas pessoas sem nenhum tipo de deficiência, para que elas passem a respeitar as pessoas com necessidades especiais. Eu gostaria que a Mobility fosse sempre incentivada para levar essa mensagem de liberdade e de independência para pessoa com deficiência em todas as partes do Brasil”.
CLODOALDO SILVA
Campeão paraolímpico

O futebol também foi destaque, com o Torneio Osmar Santos, para pessoas com Síndrome de Down e Deficiência Intelectual. A disputa contou com nove times, entre eles Corinthians, Santos, Portuguesa e Juventus da Mooca. Ao fim das partidas, todos os participantes foram premiados com troféu.

ATENÇÃO GOIÂNIA, ATENÇÃO BRASÍLIA
A próxima edição da Mobility & Show acontecerá a 200 km de Brasília , em Goiânia (GO), de 29 de novembro a 01 de dezembro de 2019.

Fotos: Organização/ Divulgação - Mais informações: https://mobilityshow.com.br/




© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo