ÁGUAS LINDAS realizou ato em favor do cofinanciamento do sistema SUAS


A Câmara Municipal de Águas Lindas de Goiás sediou o ato nacional em favor do cofinanciamento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).


A ação contou com a liderança da secretária de Assistência Social e Cidadania e primeira-dama do município, Aleandra Sousa.

A ação convocada pelo Colegiado Nacional e Estadual de Gestores de Assistência Social (COEGEMAS) e atos similares acontece em todo o país. Aleandra de Sousa que já presidiu o COEGEMAS de Goiás destaca a importância do Cofinanciamento do SUAS para  todos os municípios.

“Dado a gravidade da crise financeira que vem atingindo os municípios de todo o pais, o cofinanciamento do SUAS é primordial para a manutenção do atendimento ao usuário. O SUAS e uma importante ferramenta no auxilio as famílias em situação de vulnerabilidade social e resgate da cidadania!”, disse Aleandra.

A regularização dos repasses reforça a luta do colegiado, que chama atenção do Governo Federal para a garantia da proteção social por meio da prestação de serviços e da concessão de benefícios socioassistenciais. O atraso e o contingenciamento dos repasses tem provocado preocupação aos gestores municipais, que lidam diretamente com a difícil realidade da manutenção dos serviços que garantem a proteção social de crianças, famílias e indivíduos em condição de vulnerabilidade.

Aleandra informou que a presidente do Congemas, Andréia Lauande, pediu apoio do presidente da Frente, deputado Danilo Cabral, para construir uma agenda de reuniões com o Ministro da Cidadania a fim de retomar a regularidade do repasse do cofinanciamento.

“Não abrimos mão da defesa intransigente do SUAS. Essa é nossa luta independente de sigla partidária, o SUAS e uma conquistas de todos nós, é uma política muito maior que nos norteia. Nós temos uma defesa de serviços, e para garantir essa continuidade que se dá através dos repasses federais, mas que hoje, infelizmente, com os atrasos do Governo Federal, e com a dificuldade do cofinanciamento, estão prejudicados e muitas famílias estão ficando desassistidas, um grande retrocesso” disse a secretária.

A secretária também se mostrou preocupada com a proposta da Nova Previdência que poderá prejudicar absurdamente os usuários do SUAS.
“Temos muita preocupação com os efeitos da reforma da Previdência, relativa à previsão de aumento significativo de pessoas que passarão a ser usuários dessa política, seja pela incapacidade de contribuição nos critérios propostos, seja pelas barreiras a serem criadas no acesso ao BPC (Benefício de Prestação Continuada)” aponta.

O evento contou com a presença ainda da subsecretária de Assistência Social, Maria Fabia, coordenadoras das unidades do CRAS e usuários que são assistidos pela rede municipal de assistência social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo