PROTESTE avalia oito produtos de combate à acne

Apesar de ser mais comum na adolescência, devido às oscilações hormonais características desta fase, problemas de acne podem atingir as pessoas ao longo de toda a vida. Indivíduos com predisposição genética também sofrem mais com as espinhas, assim como as mulheres durante a TPM e a menstruação. Uma das formas de prevenção é a limpeza do rosto com produtos específicos para peles oleosas que diminuem o incômodo da acne.
Por isso, a PROTESTE, associação de defesa do consumidor, testou cinco sabonetes líquidos e três géis para peles oleosas e com acne.



O teste foi feito em laboratório, que avaliou a eficácia e qualidade dos produtos. Todos passaram no teste de diminuição e controle da oleosidade. Também foi verificada a rotulagem dos produtos, se transmite de forma clara informações quanto a sua utilização. Além disso, uma pesquisa da PROTESTE com 30 mulheres avaliou o odor, consistência, quantidade de espuma, sensação de limpeza, ressecamento da pele e diminuição da oleosidade.
As marcas escolhidas para o teste foram:
La Roche-Posey (gel), Darrow (sabonete), Vichy (gel), Neutrogena (sabonete), Dermotivin (sabonete), L'oreal (sabonete), Asepxia (gel) e Clean & Clear (sabonete).

Para prevenir a acne, esses sabonetes têm agentes limpantes e componentes que atuam contra a doença, como o ácido salicílico, presente em todos os produtos testados. Esse ativo é esfoliante, diminui a contaminação por fungos e bactérias e ajuda a regular a oleosidade da pele. Porém, a associação alerta para não usar o produto em excesso o que pode resultar no "efeito rebote", ou seja, deixa a pele seca demais, retirando sua proteção natural. Nesse caso, o organismo tenta se proteger das agressões e produz mais gordura, piorando a condição da acne. O ideal é lavar o rosto duas vezes por dia com estes produtos ou de acordo com as indicações do dermatologista.

Entre os sabonetes testados, o La Roche-Posay se saiu melhor na redução do excesso de oleosidade da pele, seguido pelo Neutrogena. Por outro lado, o Dermotivin e o Asepxia foram os menos eficientes na função, embora ainda considerados aceitáveis. Todos os produtos também se mostraram capazes de controlar a oleosidade após o uso contínuo. Mais uma vez, o La Roche-Posay se destacou com o melhor resultado, e o Darrow vem logo depois. O Clean&Clear e o Asepxia mostraram a menor eficiência, mas ainda são aceitáveis.

Todos os produtos passaram na análise da rotulagem, por conter informações e instruções de uso com letras legíveis, além de dados completos e bem organizados. A Neutrogena levou uma nota mais baixa em relação às demais por apresentar letras pequenas, difíceis de serem lidas.
Pesquisa

Para o teste em uso, foram selecionadas 30 mulheres para avaliarem os produtos quanto ao odor, consistência, quantidade de espuma, sensação de limpeza, ressecamento da pele e diminuição da oleosidade entre outros. Neste teste, o Vichy foi o mais apreciado pelas usuárias, enquanto o Asepxia mostrou a menor satisfação – mas, ainda assim, recebeu uma nota boa.

No teste do odor, La Roche-Posay, Dermotivin, Darrow e Asepxia foram os que menos agradaram. Já o Vichy e o L’Oreal foram muito elogiados, tanto pelo odor quanto pela sensação de limpeza e suavidade. Porém, ao avaliar o ressecamento da pele, as voluntárias não aprovaram os resultados do Dermotivin e do Neutrogena, porque deixaram o rosto com uma sensação de repuxado.
O QUE PIORA
Estudos mostram que uma dieta com alto índice glicêmico (doces, pães, biscoitos) e consumo excessivo de leite podem piorar a acne. O organismo, ao receber picos de açúcar, coloca, rapidamente a insulina (hormônio que controla a taxa de glicose) em ação para lidar com as alterações. E, com a desregulação hormonal, aparece a acne.
O chocolate embora seja citado com frequência como um vilão para esse tipo de problema, não há consenso sobre a sua influência no aumento da acne.
O uso de cosméticos também prejudica, mas não é necessário deixar de usá-los. A Associação recomenda o uso de produtos “oil-free”, e alertam as consumidoras a retirarem a maquiagem completamente, principalmente antes de dormir. Esquecer o produto na pele entope os poros e prejudica a saúde da pele.

CICATRIZES
Em alguns casos, a acne deixa cicatrizes permanentes na pele e incomodam a maioria das pessoas. Conheça algumas técnicas que ajudam na remoção:
- Peelings químicos: Podem ser superficiais, médios ou profundos. Os resultados são mais aparentes nos casos em se atinge a pele com maior profundidade.
- Laser: Semelhante à dermoabrasão (um tipo de lixamento da pele) só que, em vez de lixas, a remoção do tecido com cicatrizes profundas é feita a laser, como o de CO2.
- Microagulhamento: Também conhecido como Dermaroller, é feito com um rolo que possui agulhas muito finas, posicionadas de forma simétrica em fileiras. Ao ser passado várias nas cicatrizes, produz microperfurações na pele que estimulam a formação de novo colágeno.

As marcas que se saíram melhor no teste foram a La Roche-Posay, seguida de Darrow e Vichy. Já os produtos que tiveram as piores notas foram a Asepxia e Clean & Clear, em penúltimo e último no ranking, respectivamente.



Fonte: PROTESTE - Associação de Defesa do Consumidorwww.proteste.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo