CLÁUDIO ABRANTES HOMENAGEIA JORNAIS COMUNITÁRIOS

Foi uma noite de reconhecimento aos jornais comunitários.

A Sessão Solene em homenagem ao Dia dos Jornais Comunitários na noite de quinta-feira, 10 de novembro, reuniu cerca de 50 representantes de veículos de comunicação comunitária no Plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal, que receberam uma Moção de Louvor e Aplauso pelo seu trabalho de  informação para a comunidade.
O autor da proposta e presidente da Sessão Solene, o deputado distrital Cláudio Abrantes (Rede/DF), manifestou a sua admiração e apreço pela classe e pelo trabalho dos profissionais da imprensa comunitária ao iniciar o evento dizendo que:
  A homenagem não chega nem perto do reconhecimento merecido para este segmento tão importante para a sociedade. Nosso pensamento é o de conseguir valorizar, de alguma forma, esses profissionais tão importantes. Sabemos que a propriedade desses jornais muitas vezes traz mais trabalho e desgaste que o ganho financeiro. Apesar disso, é sempre visível a satisfação e sensação de dever cumprido com a sociedade”. Cláudio Abrantes
 
Para a Associação de Veículos de Comunicação Comunitária do Distrito Federal e Entorno – Asvecom -, a ocasião foi impar. A entidade que foi protagonista do evento representando todos os veículos de comunicação impressa do DF, fez parte da mesa principal com seu relações públicas Ataíde Santos (Jornal VDR), a vice-presidente Ana Neves (Jornal Espaço Mulher) e o presidente Edvaldo Brito (Folha da Comunidade), que contou também com a ilustre presença de Acilino Ribeiro (Subsecretario de Movimentos Sociais do Governo de Brasília).

Ataíde Santos, Relações Públicas da Asvecom, enalteceu a iniciativa de Cláudio Abrantes dizendo que esse dia será um grande marco na história dos Jornais Comunitários. “Só uma pessoa com a visão tão ampla poderia tomar esta iniciativa. O ser humano é chegado a modismo e ele dita que os meios eletrônicos devem prevalecer. No entanto, temos visto o trabalho grandioso dos jornais comunitários, que têm levado às comunidades mais distantes as informações necessárias para o cidadão se contextualizar”, disse. 

Ana Neves, Vice Presidente da Asvecom  falou sobre a difícil, mas importante missão de produzir jornal impresso e distribuir em locais que a mídia grande não chega.  "já em 1990 ouvi dizer que os jornais comunitários estavam com os dias contados. Quanto tempo se passou e aqui estamos firmes e fortes" lembrou. Ana destacou também que são os jornais comunitários que estão na periferia, com o pé na poeira para levar a informação para as pessoas.
A vice-presidente da Asvecom comentou sobre a oportunidade de estar no Legislativo falando sobre uma história tão importante e voltando os olhos da sociedade para a história do jornal comunitário.

Durante a fala da vice-presidente, foi exibido um vídeo produzido pela diretora-administrativa da Asvecom Annie Kettly para homenagear os jornais comunitários.

Edvaldo Brito, Presidente e fundador da Asvecom, lembrou as dificuldades para conseguir espaço para os veículos comunitários e a participação dos deputados distritais Luzia de Paula e Cristiano Araújo que se empenharam em conseguir a aprovação da Lei que garante a participação dos jornais na publicidade oficial do governo. O presidente destacou a significativa representatividade do segmento na sessão com a presença de editores de jornais comunitários que já fazem parte da história do Distrito Federal, entre eles Willon Vander Lopes (Jornal Satélite) – o mais antigo de Brasília; Junior Nobre (Jornal de Sobradinho); Orlando Pontes (Brasília Capital). E também citou presidentes de outras entidades presentes como o presidente da Assad/DF Jeová Gonçalves (Taguacei Noticias); a presidente da Cooperjace Diná Oliveira e outros diretores da Asvecom como Geraldo Gonçalves (Brasília Noticias).  

"Este foi o ano da colheita para os jornais comunitários do Distrito Federal, após anos de lutas incansáveis. Alguns companheiros de luta já foram para o andar de cima e, tão triste da mesma forma, alguns jornais que não suportaram o peso das responsabilidades e também tiveram que encerrar sua história” .  Edvaldo Brito

Acilino Ribeiro, Subsecretário de Movimentos Sociais e Participação Popular, apontado como um grande parceiro dos jornais comunitários dentro do governo de Brasília deu uma aula de politica em sua fala e ao finalizar disse que:

 “A grande mídia que é a mídia empresarial que  vende informação e faz propaganda, enquanto que a mídia comunitária presta informação para a opinião pública e forma a opinião. Enquanto uma tem a opinião publicada que é a grande mídia, a mídia comunitária forma a opinião pública". Acilino Ribeiro 

Ao final da sessão, os representantes de cada jornal receberam uma Moção de Louvor e Aplauso pelas mãos do Deputado Claudio Abrantes.

Edvaldo Brito- Presidente da Asvecom, recebendo a Moção de Louvor e Aplauso, entre Ataíde Alves - Relações Públicas da Asvecom; Acilino Ribeiro - Subsecretário de Movimentos Sociais do GDF; deputado distrital Cláudio Abrantes (Rede/DF) autor da proposta da Sessão Solene; e Ana Neves - vice presidente da Asvecom 


No encerramento da Sessão Solene, o presidente da Associação de Veículos de Comunicação Comunitária do DF e Entorno, Edvaldo Brito pediu a palavra para agradecer a iniciativa e a lembrança do deputado distrital Cláudio Abrantes. “Podemos dizer hoje que quem valoriza o jornalismo comunitário é a Câmara Legislativa. Foi através da Casa que conseguiu passar uma Emenda à Lei Orgânica que obriga o governo a direcionar parte dos recursos de publicidade para os jornais comunitários, e hoje ainda continua lutando por nós”, afirmou.

O parlamentar informou que pretende estabelecer uma data todos os anos para a comemoração

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo