Semana Nacional de Ciência e Tecnologia vai até 23 de outubro

Já está aberta a 13ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que ocorrerá até domingo, dia 23 de outubro, em todo o País. O evento, que tem como tema “Ciência Alimentando o Brasil “,  foi lançado no Planetário de Brasília, com a inauguração do foguete VSB-30, que ficará permanentemente no local.

O governador Rodrigo Rollemberg; o diretor do Planetário de Brasília, Airton Lugarinho; o presidente da Agência Espacial Brasileira, José Braga Coelho; o secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, da Casa Civil do Distrito Federal, Marcelo Aguiar; e o presidente do Sistema Fibra, Jamal Bittar. 
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Para o governador de Brasília - Rodrigo Rollemberg, a semana cria oportunidades para promoção do desenvolvimento sustentável.

“O objetivo é despertar em nossas crianças e nossos jovens o interesse pela tecnologia, pela engenharia, para que possamos com isso promover um desenvolvimento sustentável para o nosso País, mais qualificado e agregando conhecimento.”  Rodrigo Rollemberg 

Em Brasília, estão previstos mais de 30 eventos ao longo da semana, que serão acompanhados por alunos do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino. De acordo com a Secretaria de Educação, a média estimada é de 200 alunos por dia.
A coordenação nacional do evento está a cargo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. No Distrito Federal, a programação é organizada pelo governo de Brasília, em parceria com a pasta federal.

CIÊNCIA ALIMENTANDO O BRASIL
O tema desta edição é Ciência Alimentando o Brasil. A escolha tem como base a decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas, que declarou 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas.
O evento foi instituído por decreto em 2004 e ocorre anualmente, em outubro, em todo o País. À época, Rollemberg era secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do ministério e coordenou as duas primeiras edições. O objetivo da semana é aproximar o tema da população, por meio de linguagem acessível.

ATIVIDADES NO DF SERÃO DESCENTRALIZADAS
Diferentemente de edições anteriores, neste ano a programação se desenrolará em vários locais do DF. Haverá atividades na Universidade de Brasília, no Parque Nacional, no Jardim Botânico e no Planetário, além de ambientes da rede distrital de educação e divulgação científica, como o Memorial dos Povos Indígenas.

PLANETÁRIO
Entre as atividades que ocorrerão no Planetário estão oficinas, como a de construção de carros-foguetes com papelão e com garrafas PET. O foguete VSB-30 também poderá ser visitado. O veículo, de mais de 12 metros de comprimento, foi cedido pelo Programa Espacial Brasileiro e restaurado pelo Sistema Fibra.
Documentários científicos serão exibidos durante toda a semana, como parte da 22ª Mostra Internacional de Ciência na TV. Haverá ainda a exposição Azul que pinta o céu, com reproduções de obras de museus franceses. Estarão expostas também imagens de objetos astronômicos do Observatório Europeu do Sul.

PARQUE NACIONAL DE BRASILIA
No Parque Nacional de Brasília, o Arquivo Público do DF organizou a exposição Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil — Antecedentes de Brasília (de junho de 1892 a janeiro de 1893).
Serão oito painéis que ilustram com fotos e textos a missão do explorador Luiz Cruls, do período em que ele estudou o espaço onde seria construída a nova capital do País. Haverá ainda mostra relacionada à sismologia — estudos sobre terremotos — com maquetes e simulador sonoro.

ZOOLÓGICO
No Jardim Zoológico de Brasília, os visitantes poderão ver exposição de crânios de animais, teatro de fantoches, quebra-cabeças, vídeos e painéis informativos, com referência à alimentação das espécies.

JARDIM BOTÂNICO
O Jardim Botânico contará com apresentação de coleções biológicas de insetos e plantas, além de oficinas, como a de prensagem de plantas. Outra atração será a exposição Viagem Antártica, com materiais de divulgação científica desenvolvidos com a participação de um grupo de pesquisadores da Universidade de Brasília.

OUTRAS EXPOSIÇÕES
O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) estará na Universidade de Brasília com a exposição Alimentação, Geração de Resíduos e Tecnologias de Tratamento. Trará abordagens voltadas, por exemplo, para a redução da produção de resíduos com base em alimentação saudável, a separação dos recicláveis para a coleta seletiva e o incentivo à prática da compostagem doméstica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo