Taguatinga FESTEJOU Taguatinga – Enfim, a cidade foi homenageada.

Várias entidades de Taguatinga, sob a batuta de Justo Magalhães, presidente da ACIT, organizaram e realizaram uma festa com jantar de confraternização em homenagem ao aniversário de 58 anos da cidade.
“Taguatinga Festeja Taguatinga foi a festa mais emblemática da história da cidade”, testemunharam os pioneiros e lideranças comunitárias que participaram do evento, que reuniu mais de 300 pessoas no Salão de Festas do Lions Clube Brasília Taguatinga, cedido gratuitamente pelo casal presidente do clube, Pierre e Salete Parreira.



A solenidade contou com a formação de duas mesas:
A mesa principal foi formada por representantes das entidades organizadoras:
Justo Magalhães (ACIT); Arthur Bernardes (Secretario de Estado de Economia e Desenvolvimento Sustentável); Tania Margareth (Lions); Jose Francisco Cavalcante (ARCAR / Rotary); Arlindo Mares Filho (Maçonaria - Loja Maçônica Gonçalves Ledo); Dr, Lairson Bueno (OAB Taguatinga); Armildes Correia (ACIT mulher); Ronald Filgueiras (Movitu); Juscelino Carvalho ( Regional de Ensino); Mestre  Paulão (Conseg); Ronaldo Seggiaro, (Conselho de Saúde); Civaldo Rebouças  (CVCT).
Na segunda mesa:
Ana Neves (Asvecom); Sebastião André (Rotary Ave Branca); Enio Marcelo Dotto (Rotary Taguatinga); Pierre Pereira ( Lions Clube Brasília Taguatinga);Jesus Barteli (Lions Taguatinga Liberdade); Raimundo Bandeira (Lions Taguatinga Independência); Naira Nogueira (Lions Hellen Keller), Rosangela Albanoz (Rotary Taguatinga Norte), Nelson Costa (Rotary Taguatinga Leste).
Presentes também, os deputados distritais Reginaldo Veras e Wasny de Roure,  a secretaria Adjunta do Esporte e Lazer Leila Barros e representantes do gabinete do deputado Chico Leite e Liliane Roriz



HINO NACIONAL
A abertura da reunião contou com uma linda capela da cantora professora Mabia Felipe que emocionou os presentes ao interpretar o Hino Nacional com muito sentimento e força.
Ao fundo, Lauro, encarregado do cerimonial que conduziu o protocolo com maestria e profissionalismo.








REDE SOCIAL
Rede Social é o nome escolhido para batizar o grupo formado por lideranças da cidade que tomaram a iniciativa em realizar a reunião e o Jantar comemorativo aos 58 anos de Taguatinga, a revelia da programação oficial apresentada pela Administração Regional da Cidade.
A Rede Social, que tem a ACIT – Associação Comercial e Industrial de Taguatinga como coordenadora, é formada atualmente por Rotarys Clubes de Taguatinga, Lions Clubes de Taguatinga, Lojas Maçônicas de Taguatinga, Movimento Taguatinga Unida (MOVITU), Conselho de Segurança de Taguatinga, Conselho de Saúde, Câmara de Vereadores Comunitários e a  OAB subseção Taguatinga. “Mas, se tiver mais entidades  que quiserem  fazer parte do grupo serão muito bem-vindas”, disse Justo Magalhães, presidente da ACIT.

O MOTIVO DA FESTA
O que motivou a Rede Social a organizar e realizar a festa Taguatinga Festeja Taguatinga foi corrigir uma lacuna deixada pela Administração da Cidade na programação e eventos em comemoração ao aniversário de 58 anos de Taguatinga.  
Segundo grupo, o chamamento das lideranças foi motivado pela falta de respeito aos líderes da cidade que foram ignoradas na Sessão Solene realizada pela Câmara Legislativa do DF no dia 4 de junho, onde vários erros de orientação dos organizadores ao cerimonial provocou a revolta de vários taguatinguenses presentes. O presidente do Movitu, Ronald Filgueira, manifestou esta revolta  ao encerrar a sua fala com a frase, Taguatinga Exige Respeito.




DISCURSOS
Entre as lideranças que discursaram, destaque para o advogado Lairson Bueno, presidente da OAB de Taguatinga, que solicitou aos representantes do governo e Câmara Legislativa presentes ao evento que defendessem junto ao governador Rodrigo Rollemberg a regularização dos terrenos ocupados pelas entidades sociais e clubes de serviços do DF.
Destaque também para o deputado distrital Bispo Renato Andrade que distribuiu Moções de Homenagem a várias lideranças da cidade e pediu desculpas em público pelas falhas do cerimonial na Sessão Solene do dia 4 de junho, no Auditório dos Pioneiros

FALHAS DA SESSÃO SOLENE
A formação da mesa oficial dos trabalhos ignorou lideranças importantes da cidade em  favor de entidades do DF; desprezou a influência da Igreja Católica (77% da população) ao optar apenas por representantes de igrejas evangélicas; desprezou o uso dos símbolos nacionais e distritais (bandeiras) ao colocar como pano de fundo banner alusivos aos mandatos dos deputados distritais propositores da sessão; e não havia no recinto nenhuma identificação (faixa, banner) de que a sessão solene no Auditório dos Pioneiros  era de autoria da Câmara Legislativa do Distrito Federal.
Estas atitudes ofenderam um grupo de moradores da cidade que saiu antes mesmo da reunião começar.

Nota do Editor
Ausência notada, mas não lamentada, o administrador da cidade pode ter começado a traçar o caminho para o fim precoce da sua gestão. Indicado pela distrital Sandra Faraj, Ricardo Jacobina, que faz parte da Igreja evangélica presidida pelo irmão da deputada - o apóstolo Fadi Faraj-, não agradou e nem agrada a população e foi o protagonista de um confronto desnecessário entre as lideranças de Taguatinga e o governo ao não saber conduzir com a devida sensibilidade politica a questão da implantação da mão única em duas vias principais da cidade: Comercial e Samdú.
Apesar da deputada distrital Sandra Faraj – madrinha de jacobina - sempre fazer questão de citar que “foi a mais votada em Taguatinga”,  3,6% de cerca de 220 mil votos não são suficientes para que o Governador Rodrigo Rollemberg arrisque sua popularidade mantendo um administrador impopular no cargo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo