JUSTIÇA ELEITORAL GARANTE REINSERÇÃO DE PRESOS NO MERCADO DE TRABALHO

Presos e egressos do sistema carcerário brasileiro poderão ser inseridos no mercado de trabalho e atuar nos órgãos da Justiça Eleitoral por meio do projeto Começar de Novo.


A iniciativa é do Tribunal Superior Eleitoral, para que os Tribunais Regionais Eleitorais recrutem esses profissionais. O contrato prevê dez vagas para os trabalhadores que tenham ou estejam cursando o nível médio e cinco vagas para os que possuem ou estão em formação no nível superior.
Os beneficiários também receberão bolsa e a cada seis meses serão submetidos a uma avaliação de desempenho, na qual precisam obter 80% de êxito nas atividades analisadas pelo gestor. No caso dos detentos do regime aberto e semiaberto, a cada três dias trabalhados, eles ganham a remição de um dia da pena.

O projeto Começar de Novo, do Conselho Nacional de Justiça, promove a cidadania e busca reduzir a reincidência de crimes. Em 2009, o projeto foi implementado no âmbito do poder Judiciário, com a qualificação profissional e reinserção social de presos e egressos, com o aproveitamento de mão de obra para serviços de apoio administrativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo