SALA DE CONTROLE UNE ESFORÇOS PARA COMBATER AEDES AEGYPTI

O Distrito Federal e Goiás terão uma sala conjunta de controle e monitoramento para elaborar estratégias de combate ao Aedes aegypti nas 19 cidades que usam as redes de saúde das duas unidades da federação.  


Esta é a primeira ação interfederativa para promover a interação no planejamento e na execução de ações de controle ao mosquito transmissor de dengue, vírus Zika e febre chikungunya. 
A sala funciona no escritório de representação do estado de Goiás na capital federal e conta com servidores goianos, distritais e do governo federal. 
De acordo com o secretário executivo substituto do Ministério da Saúde, Neilton Oliveira, a união de esforços será importante para reverter o quadro da dengue no entorno do Distrito Federal.  Segundo ele, a atuação conjunta das três esferas de governo vai estabelecer uma cadeia de comando para dar respostas mais ágeis e garantir a efetividade das ações. 

Até o momento, o Distrito Federal registra seis mil 242 casos confirmados de dengue. Brazlândia é a cidade com o maior número de casos: 1152. Em seguida está Ceilândia, com 701, e Taguatinga, com 579.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo