FALECEU O CRIADOR DA MARCHINHA VIRA-VIRA-VIRA, VIROU!


Alberto Roitman, mais conhecido como Alberto Roy, compositor que alegrou os carnavais das décadas de 60, 70, 80 e 90 com suas marchinhas de carnaval, faleceu no domingo, dia 31 de janeiro. Dentre os grandes sucessos de ROY está a famosa Marcha do Caneco, cujo refrão até hoje é cantado nos botecos com o famoso Vira-Vira-Vira, Vira-Vira-Vira, Virou!
Além da Marcha do Caneco, Roy gravou mais de 100 músicas, com parceiros como Domingos Paulo Mamone, Roberto Amaral e José Roy, seu irmão.
Alberto também fundou e presidiu a SICAM – Sociedade Independente de Compositores e Autores Musicais em 1964, tendo Gilberto Gil como seu vice-presidente e sócios como Caetano Veloso, Don e Ravel, Silvio Santos e todos os músicos da Jovem Guarda. Roy revolucionou a música brasileira com um sistema de valorização dos músicos, que deu ensejo aos pilares da Jovem Guarda.
Alberto Roy lutou muito anos por um Direito Autoral mais sério, que pagasse justamente o compositor pelas suas obras. Lutou bravamente na CPI do ECAD para apontar os problemas deste órgão e exigir providências imediatas. Apesar de tanta luta, os resultados não foram os desejados. Na ocasião, o presidente da CPI era José Genuíno. O resultado, infelizmente, não podia ter sido diferente.
Deixa a esposa Irene Roitman, filho Alberto Saul Roitman e neto Leonardo Loyola Roitman

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo