PROPAGANDA

header ads

REFORMA TRIBUTÁRIA - Precisa ter segurança jurídica e transparência - *Paula Belmonte

A deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF) foi uma das convidadas da 41º edição da convenção anual da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad).
O evento, que reuniu mais de 650 pessoas, entre atacadistas, distribuidores e grandes indústrias, foi realizado na noite de segunda-feira, 6 de junho, em São Paulo. 
 
A parlamentar participou do primeiro painel da convenção, que tratou do papel dos partidos políticos. Em discurso, a deputada destacou a importância do setor produtivo na geração de emprego e no desenvolvimento do país. Na análise da representante do Distrito Federal, é fundamental diminuir o Custo Brasil para fazer o país prosperar.
 
O setor produtivo transforma a vida das pessoas todos os dias. Por isso, é essencial valorizar quem produz. A reforma tributária precisa ter segurança jurídica e transparência. Para tirar o país da crise, precisamos melhorar o ambiente de negócios para empreendedores e investidores.
PAULA BELMONTE
Deputada federal (Cidadania-DF)
 
Durante a sua participação, a parlamentar falou sobre a relatoria do projeto (PLP 178/2021) que simplifica as obrigações tributárias acessórias que as empresas precisam apresentar aos órgãos fiscalizadores, como a nota fiscal.
A proposta é importante porque não tem impacto no orçamento, padroniza processos, diminui custos e combate sonegação fiscal
Paula é relatora do texto na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.
 
A deputada frisou ainda a importância da educação e da capacitação profissional para que mais mulheres cheguem a postos de liderança.
 
O presidente da ABAD, Leonardo Miguel Severini, e os deputados federais Efraim Filho e Marco Bertaiolli também participaram do painel. Os presentes destacaram a aprovação do projeto (PLP 05/2021) que prorroga por 15 anos incentivos fiscais ao comércio.
Paula Belmonte foi relatora da proposta na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara.
 

A convenção vai tratar do futuro do setor econômico e da tecnologia como ferramenta para potencializar negócios e beneficiar a gestão.
 
Fonte: Assessoria de Comunicação - Imprensa

Postar um comentário

0 Comentários