GUSTAVO DOURADO LANÇA CORDELOS, em homenagem à língua portuguesa.


A Dourado Editores lança Cordelos, livro do poeta Gustavo Dourado, no próximo dia 11 de agosto, às 19h, no Carpe Diem (104 Sul).



A obra é patrocinada pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF) e traz 57 cordéis biográficos de grandes nomes da literatura. A capa é do artista plástico Toninho de Souza e as xilogravuras de Goári.
Ao falar de seu trabalho, Dourado observa que o objetivo maior é o de homenagear a Língua Portuguesa.

Entre os homenageados estão Camões, Fernando Pessoa e José Saramago (portugueses), Leandro Gomes de Barros, Patativa do Assaré e Gonçalo Ferreira da Silva (cordelistas populares) e Machado de Assis, Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Hilda Hilst, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Vinicius de Moraes, Cora Coralina, Oswald de Andrade, Rachel de Queiroz e Ariano Suassuna.
E têm raridades como Maria Firmina dos Reis, primeira romancista negra brasileira; e Samuel Rawet, engenheiro que calculou os principais prédios de Brasília.

PREFACIADORES
O escritor, crítico literário e diplomata Márcio Catunda, um dos prefaciadores do livro, afirma que “Cordelos homenageia os grandes escritores e escritoras que ofereceram a dádiva de seus talentos no altar da santa arte da palavra”.  E destaca: “Com os instrumentos da métrica e da rima, o menestrel iluminado pela generosa verve do humanismo, canta para nos dizer que o exemplo dos grandes é o nosso júbilo”.
   O cineasta Vladimir Carvalho também fala sobre a criação de Gustavo Dourado, ao lembrar que se trata de poeta de “palavra fácil e de verbo e verso à flor da pele”. Na apresentação, o escritor e doutor em Literatura João Ferreira ressalta que “no cordel de Dourado, a dinamização plural da Língua Portuguesa ocupa o lugar mais alto”.
   
SOBRE O AUTOR
Gustavo Dourado é baiano mas vive em Brasília há 43 anos. Foi fundador e diretor do Centro Acadêmico de Letras da UnB. É professor de Língua Portuguesa e de Literatura da Secretaria de Estado de Educação do Governo do Distrito Federal. Como poeta e escritor publicou, entre outros, os livros Phalabora, Linguátomo, Tupinambarbárie, ABC de Vladimir Carvalho, Antologia de Cordel, Educação em Brasília e mais de cem folhetos de cordel. Suas obras foram reconhecidas pela Unesco, pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos e objeto de estudo dos pesquisadores Silvie Raynal, professora das universidades Sorbonne e Poitiers; e Mark Curran, da Universidade do Arizona. 

LANCAMENTO:
11 de agosto, sábado, a partir das 19h.
Carpe Diem - Asa Sul, SQS 104 1, Brasilia
Cordelos, de Gustavo Dourado
140 páginas, R$ 50,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo