SEJA JUSTO COM TAGUATINGA!


*Justo Magalhães

A hora de decidir como serão os próximos quatro anos de Taguatinga está chegando


Saúde, segurança, educação, trabalho, transporte, acessibilidade e lazer devem estar na pauta de todo taguatinguense, quando for às urnas escolher quem vai representar e defender Taguatinga e fiscalizar o Governo do Distrito Federal na distribuição de verbas para a cidade.

Este é que será o momento e o grande ato de decidir, ou pela continuidade do descaso por Taguatinga ou para a renovação de nossos quadros políticos na Câmara Legislativa que todos pedem.
Sou um cidadão movido pela missão de trabalhar por Taguatinga, por tudo o que eu e minha família conseguimos aqui e pelo incentivo de várias lideranças da cidade, clubes de serviço e outras instituições e também pelos apelos, reclamações, denúncias e sugestões dos milhares de amigos que fiz durante a minha caminhada taguatinguense que comecei há mais de 58 anos, desde 1960.

Durante todos estes 58 anos de vida nesta cidade em que aprendi a amar como minha, conheci milhares de pessoas, convivi e convivo com suas esperanças. Ouvi suas sugestões, reivindicações e histórias de vida sofridas.
O que tem em comum a maior parte dos taguatinguenses com quem tenho tratado é uma profunda decepção. Uma grande revolta com o trato da coisa pública e o descaso com Taguatinga por parte dos políticos que eles elegeram e que só procuram a cidade em anos eleitorais.
Pessoas que foram enganadas por sorrisos, apertos de mãos e promessas que foram esquecidas logo após a posse na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Em vários destes contatos ouvi de muitas pessoas que todos os pré-candidatos são iguais e que depois de eleitos vão fazer como todos os outros. Vão sumir e se tornar inacessíveis.
Esta é uma das principais reclamações que eu ouvi de milhares de pessoas com quem tive o prazer de conversar ao longo dos últimos quatro anos, período em que a falta de carinho e respeito para com a cidade ficou ainda mais latente.

Não é para menos.
O taguatinguense deposita toda a sua confiança em um sujeito que entra na sua casa com a promessa de melhorar as coisas para Taguatinga, mas depois de se candidatar, ser eleito e tomar posse, vira “autoridade”. E nem mesmo se digna a visitar os locais de onde vieram os votos que o elegeram e não faz absolutamente nada pela comunidade que o elegeu.
E tem situações em que fico sensibilizado e aviva ainda mais o meu proposito de servir a minha cidade.

São os relatos de mães que saem de madrugada de suas casas e atravessam o Distrito Federal inteiro para trabalhar em Taguatinga, ou saem do trabalho daqui para outras cidades as altas horas da noite em ruas mal iluminadas e sem segurança.
Da mesma forma, é triste de ver jovens de talento tendo que abandonar os estudos para procurar subempregos.
É triste ver famílias perdendo filhos para o tráfico, por falta de incentivo, esporte, lazer ou em alguns casos, por falta de empregos dentro da área que escolheram para se profissionalizar, porque os legisladores distritais não lutam por leis que garantam incentivos para os empresários expandirem seus negócios.

E eu sei disto porque, como presidente da ACIT - Associação Comercial e Industrial de Taguatinga, diuturnamente escuto reclamações de empreendedores manietados pelo poder público.
Vivem acuados pela fiscalização insensível e sem sentido, sem poder avançar em seus negócios, com exigências impossíveis de cumprir impostas por toda esta burocracia e sem a defesa do legislador, do deputado distrital da Câmara Legislativa.
Onde estão os deputados distritais que vieram pedir os votos de Taguatinga nas eleições de 2014 e hoje não aparecem quando todas estas pessoas pedem socorro?

A hora do ajuste de contas para o taguatinguense está chegando!
Seja justo com nossa cidade! Vamos criar uma nova esperança para Taguatinga!
A nossa cidade exige e merece respeito!

*Justo Magalhães Moraes é empresário em Taguatinga.

É presidente da ACIT – Associação Comercial e Industrial de Taguatinga


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo