MORO NEGA TRANSFERÊNCIA de Eduardo Cunha para Brasília

O juiz Sérgio Moro negou a transferência do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha para Brasília. 


A remoção definitiva do deputado federal cassado para a penitenciária da Papuda foi solicitada pela sua defesa à Décima Vara Federal do Distrito Federal. Lá ele prestará depoimento nos próximos dias.
Moro autorizou apenas que Cunha seja conduzido a Brasília para ser ouvido pelo juiz Vallisney Oliveira. Está nas mãos do magistrado a Operação Zelotes, da Polícia Federal, que investiga um esquema de venda de sentenças no Conselho de Administração de Recursos Fiscais, o CARF. 
A negativa de permanência em Brasília foi justificada por não existir causa para tanto, já que a família do ex-parlamentar, que é do Rio de Janeiro, sequer reside na cidade.
Até então todo poderoso da política nacional, Eduardo Cunha foi preso em 19 de outubro do ano passado pela Operação Lava Jato. Atualmente está no Complexo Médico-Penal em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Após denúncia do Ministério Público Federal, Cunha foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão. Ele responde pelos crimes de corrupção passiva por solicitar e receber vantagem indevida no contrato de exploração de petróleo em Benin, na África; três condenações são por lavagem de dinheiro e outras 14 por evasão de divisas.


Fonte: Agência do Rádio (Hédio Júnior)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo