SENSAÇÃO DE ABANDONO EM TAGUATINGA


Desmentindo matéria veiculada na televisão em noticiário local, de que o 190 – telefone de emergência da policia , finalmente vai começar a funcionar, o serviço  falhou novamente com o cidadão taguatinguense, desta vez na madrugada de 2 de fevereiro, no centro da cidade, ao lado do prédio da Administração Regional, na Praça do Relógio.
Um sem teto, provavelmente um dos viciados em crack que perambulam pela madrugada, “surtou” e, com um bastão improvisado de madeira, destruiu o para-brisas de três veículos estacionados em frente ao Colégio Stella Maris e depois foi embora, tranquilamente, sem ser incomodado por ninguém.
O porteiro do edifício ao lado ligou para o 190 às 02:17, falou 0,59 segundos com o atendente e, advinha só: até hoje, no momento desta postagem nenhuma viatura atendeu a solicitação.
Triste para as vitimas do sem teto e sem punição. Ruim para o servidor público do Detran Leonardo e pior para o advogado Gilmar e seu filho João, que tiveram os dois carros da família danificados. E o que é mais grave: além do desgosto de terem os seus veículos danificados ainda passaram pela revolta de serem ignorados pelo sistema.
Nota:
Não é uma falha de governo e nem é falta de equipamento ou pessoal. O governador de Brasília não é onipresente e tem que confiar na eficiência das pessoas que nomeou para os cargos administrativos das cidades e secretarias. A policia é bem equipada com veículos novos e sistemas de monitoramento.

O QUE FALTA ENTÃO?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo