DEPUTADO QUER MAIS UMA LEI QUE OBRIGA INTERPRETE DE LIBRAS

Robério Negreiros propõe mais lei que obriga o Intérprete de libras em órgãos públicos. Existem leis sobre o assunto que nunca foram implantadas e nem são fiscalizadas

O deputado distrital Robério Negreiros, através de sua assessoria de imprensa, informou que está apresentando o projeto de lei 1765/2014, de sua autoria, que torna obrigatória a presença de intérprete de libras em todos os órgãos do GDF.
Segundo Robério, além de popularizar a linguagem de sinais, com a aprovação da proposta - que está sendo analisada pela Comissão de Assuntos Sociais da Câmara Legislativa -  o deficiente auditivo conseguiria se comunicar com mais pessoas no dia a dia e teria uma relação mais harmoniosa com o governo. “É uma medida que não gera grandes custos, porque não será necessário contratar servidores que conheçam a Língua Brasileira de Sinais. É necessário apenas treinar uma parcela dos funcionários”, garante o distrital.

Nota do blog.
Antes de criar uma nova lei sobre o assunto, o deputado Robério Negreiros deveria ocupar a Tribuna para exigir do Governo o cumprimento de leis aprovadas na Câmara Legislativa sobre o assunto:

LEI Nº 4.078, DE 4 DE JANEIRO DE 2008 (Autoria Deputado Dr. Charles)
Assegura que os hospitais públicos e particulares do Distrito Federal mantenham, em local de fácil acesso, os seus serviços e produtos em braile, bem como possuam profissional qualificado para o atendimento ao deficiente visual e ao deficiente auditivo por meio de tradutor em Língua Brasileira de Sinais – Libras.

LEI Nº 4.090, DE 30 DE JANEIRO DE 2008 (Autoria: Deputada Erika Kokay)
Dispõe sobre a obrigatoriedade da presença de intérprete de LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais nas aulas teóricas ministradas nos Centros de Formação de Condutores – CFCs. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Folha da Comunidade DF - 2015 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo